Menu

+

1

0

Valença

Valença prepara-se para festejar S. Teotónio – Eis o PROGRAMA

12 Fevereiro, 2024 - 18:16

466

0

Fátima Campos Ferreira e Casa Toga entre os medalhados.

Valença celebera no próximo domingo, dia 18 de fevereiro, o Feriado Municipal – Dia de São Teotónio, primeiro Santo Português.

 

Do programa faz parte a tradicional Sessão Solene. Este ano, entre os medalhados, estão a jornalista Fátima Campos Ferreira, e a Casa Toga, estabelecimento comercial mais antigo de Valença.

 

O programa arranca pelas 9h00, com o içar da Bandeira / Hino, com a participação da Associação Musical de São Pedro da Torre, nos Paços do Concelho. Vai seguir-se a deposição da Coroa de Flores a São Teotónio, na Coroada – Fortaleza de Valença.

 

A comitiva segue para Ganfei, com nova deposição de Coroa de Flores a São Teotónio.

 

Pelas 9h45 começará a Eucaristia, seguida de Procissão, com a participação da Associação Musical de São Pedro da Torre, na sede da Junta de Freguesia de Ganfei.

 

Pelas 11h15 terá início a Sessão Solene do Feriado Municipal, na sede da Junta de Freguesia de Ganfei com intervenções do Presidente da Assembleia Municipal e do Presidente da Câmara Municipal.

 

 

Confira a lista de homenageados:

  • Fátima Campos Ferreira, jornalista natural de Valença;
  • Marco Santos, artista plástico;
  • Paulo Pacheco, Presidente de Junta (a título póstumo);
  • Casa Toga, histórico estabelecimento comercial do concelho;
  • Centro Humanitário da Cruz Vermelha;
  • ASRAR – Associação Social e Recreativa dos Aposentados e Reformados de Valença.

 

 

Pelas 12h30 será apresentado o livro “São Teotónio, o Primeiro Santo Português de Valença para o Mundo”, de Secundino Cunha.

 

O encerramento das comemorações está previsto para as 16h00, com um concerto do Coral Polifónico São Teotónio, na sede da Junta de Freguesia de Ganfei.

 

São Teotónio nasceu em 1082 na freguesia de Ganfei e faleceu, em Coimbra, a 18 de Fevereiro de 1162. É o primeiro santo português, celebrado como o reformador da vida religiosa.

 

Conhecido como padroeiro dos cristãos escravizados, por ter amparado 1000 moçárabes, capturados numa incursão à Andaluzia por D. Afonso Henriques.

 

 

[Fotografia: DR]

Últimas