PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Caminha

Mulher desaparecida de Caminha há seis meses já esteve com a irmã – “Fugiu de livre vontade”

1 Março, 2024 - 01:36

1241

0

“Estou feliz e triste”, confessou a irmã.

Isabel Lima, que desapareceu de Caminha no final do passado mês de outubro, está viva.

 

A confirmação foi dada ao Correio da Manhã pela própria irmã, que já esteve com a mulher que chegou até a pensar-se que seria a vítima mortal encontrada dentro de uma mala, em Vigo.

 

Desapareceu misteriosamente do Alto Minho. Foi vista pela última vez na freguesia de Moledo.

 

“Saiu de casa com a roupa do corpo, uma escova de cabelo, lanterna e a mochila azul das pinturas, sem documentos e telefone”, descreveu na altura uma familiar.

 

De então para cá, nunca mais se soube nada. Até que aconteceu o que se julga ter sido um crime, em Vigo.

 

 

 

“Mostrou-se agressiva e negou identidade”

Sabendo que a imprensa estava a dá-la como sendo a mulher encontrada morta, Isabel Lima mostrou-se bastante aborrecida. Comunicou às autoridades o erro, segundo a imprensa galega.

 

Moradores garantiram à imprensa local de Vigo que conheciam a portuguesa. Asseguraram que estava viva. Foi localizada.

 

O Correio da Manhã esteve com esta mulher. “Mostrou-se agressiva e negou a identidade, mas a família confirmou que é ela”, conta o jornal.

 

Vale referir que, na altura do desaparecimento, a família informou que Isabel “é bipolar mas bastante autónoma”.

 

“Estou feliz e triste. Feliz por ela estar viva, mas triste por saber que fugiu de livre vontade”, revelou a irmã ao Correio da Manhã.

 

Entretanto, as investigações sobre o crime da mala prosseguem.

 

As autoridades espanholas defendem que a vítima se trata de uma espanhola, com cerca de 50 anos, e que estava também desaparecida há vários meses.

 

Últimas