PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Valença: Bilhetes a ‘voar’! – Todos querem ouvir a voz da novela ‘Gabriela’

11 Julho, 2022 - 15:01

466

0

Voz de Gal Costa marcou uma geração inteira de portugueses no final dos anos 70.

O ritmo de vendas dos bilhetes para o Festival Contrasta, em Valença, “aumentou de forma significativa” nas últimas horas, apurou a Rádio Vale do Minho junto da organização. O evento, recorde-se, acontece entre a próxima sexta-feira e domingo e traz nomes gigantes da música ao concelho. 

 

Entre esses nomes está o de Gal Costa, cuja voz ficou para sempre marcada nos portugueses com o tema da telenovela Gabriela

 

Foi a primeira telenovela exibida em Portugal. Começou a ser transmitida em 16 de maio de 1977 e foi um enorme sucesso em todo o país.

 

 

Recorde o genérico de abertura da novela Gabriela, com a voz de Gal Costa

 

 

Plenários da Assembleia da República adiados para depois da novela

Em 1977, o número de aparelhos televisivos era baixo em Portugal (150 televisores por mil habitantes), o que fazia com que as habitantes das aldeias, vilas pequenas e bairros populares a deslocarem-se de propósito a cafés, às associações de bairro e de moradores ou sedes de outras associações cooperativas, para poderem assistir à telenovela.

 

Isto prova o sucesso desta telenovela brasileira, apesar de nessa época não haver shares de audiência (também só existiam dois canais e a RTP 2 tinha pouca cobertura nacional). A sua popularidade atingiu todos os estratos sociais.

 

Este sucesso também se refletiu em novos modos de comportamento e de relacionamento social. Esta novela mostrou algo que nunca havia sido visto na televisão portuguesa (apenas três anos após a queda da ditadura do Estado Novo) e influenciou a moda, incluindo os penteados, a escolha dos nomes de bebés e da linguagem usada (palavras como bacano tornaram-se populares).

 

Essa influência continuaria com outras novelas oriundas do Brasil. O êxito foi tal que as reuniões na Assembleia da República eram adiadas para uma hora posterior à exibição da novela.

 

Gabriela foi um sucesso estrondoso na televisão portuguesa, abrindo horizontes para a produção de uma série de novelas portuguesas, sendo a primeira Vila Faia em 1982.

 

 

Onde comprar bilhete?

Os bilhetes para o novo Festival Contrasta estão à venda em em bol.pt, Fnac, CTT, El Corte Inglés, Posto de Turismo e Biblioteca Municipal de Valença. O valor do passe geral para os três dias do festival é de 20 euros e o bilhete diário pode ser adquirido por 10 euros.  

 

 

Quem vai passar pelo palco?

Conforme a Rádio Vale do Minho avançou em primeira mão, a veterana brasileira Gal Costa é cabeça de cartaz e vai atuar a 17 de julho. No entanto, neste mesmo dia, vai também passar pelo palco Tainá, jovem cantora e compositora brasileira que arrebatou grande êxito logo com o álbum de estreia em 2019.

 

 

Tainá vai atuar no dia 17 de julho

 

 

O primeiro dia deste Festival, e conforme a Rádio Vale do Minho tinha já noticiado, terá a atuação de António Zambujo. Mas a noite não se esgota com o senhor do Pica do 7.

 

Ao palco vai também subir IrmaPrimavera”, o seu álbum de estreia, foi editado em 2020. O disco apresenta canções com música e letras de sua autoria, partilhando os arranjos e produção com Pity.  O single de apresentação, “A Qualquer Hora” foi escrito dez anos antes e recorda que “o há condição para amar”.  

 

 

Irma vai atuar no Festival Contrasta a 15 de julho

 

 

No dia do meio deste festival, 16 de julho, mais dois nomes que prometem atrair o grande público: Gisela João e Tiago Nacarato.

 

Com uma voz e um timbre absolutamente singulares, Gisela João é considerada já uma figura central e uma das mais importantes intérpretes da história da música portuguesa, tendo sido distinguida com inúmeros prémios, entre os quais, Blitz, Time Out, Expresso e o Globo de Ouro para Melhor Intérprete Nacional.

 

Editou no ano passado o álbum “AuRora”. Foi o terceiro. É o primeiro disco de Gisela João que apresenta essencialmente canções originais e em que partilha a autoria das letras com outros artistas, tão diversos quanto Alberto Janes, Capicua, Hernâni Correia, João Monge, Jorge Cruz, José Fialho Gouveia, Marco Pombinho e Maro.

 

Gisela João, no Festival Contrasta a 16 de julho

 

 

Quanto a Tiago Nacarato, é um cantautor portuense com raízes brasileiras e com um contacto com a música desde cedo. O álbum de estreia, “Lugar Comum” foi editado em 2019, ano em que regressou ao Brasil e passou por alguns dos maiores festivais nacionais.

 

Tiago Nacarato também vai passar pelo Contrasta

 

 

“Carpinteira está a provocar uma mudança radical”

À Rádio Vale do Minho, fonte próxima deste evento considerou que o presidente da Câmara de Valença, “José Manuel Carpinteira está a provocar uma mudança radical no paradigma cultural do concelho”.

 

“Valença está mesmo a mudar a todos os níveis e não é só o indicador da cultura que mostra isso. São todos! Atualmente é já possível aferir que ocorreu e está a ocorrer uma evolução muito positiva neste concelho desde setembro do ano passado”, acrescentou.

 

José Manuel Carpinteira, recorde-se, venceu pelo PS as últimas eleições autárquicas em Valença realizadas no ano passado.

 

 

[Fotografia: DR]

Últimas