PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Norte

País: Região Norte está na preferência dos portugueses (e há centenas de vagas de emprego)

21 Novembro, 2022 - 10:50

383

0

Emprego.

“A região norte do país é uma das favoritas de portugueses e estrangeiros para se fixarem, ao registar um elevado dinamismo do mercado de trabalho e a promoção de novas oportunidades de carreira, através da cada vez maior procura de candidatos por parte das empresas”. As palavras são de Joana Piteira, General Manager da plataforma Alerta Emprego.

 

Segundo a empresária, existem mais de 300 vagas de emprego em aberto pensadas para diferentes perfis que queiram trabalhar em dezenas de organizações nacionais e internacionais, que se encontram à procura de talento nortenho.

 

Entre as várias empresas a divulgarem as suas vagas no portal de emprego para a região norte, é possível encontrar nomes como Mercadona, Decathlon, Rádio Popular, Securitas Direct, iServices. E também Aviludo, Forvia e Mapfre.

 

No leque de oportunidades estão disponíveis cargos para as áreas Comercial, Engenharia Civil, Marketing, Análise Financeira, Recursos Humanos, Finanças e Gestão, Saúde e Medicina, entre muitas outras.

 

“Nos últimos anos, Portugal tem-se vindo a debater com o desafio de mostrar às empresas que o mercado não está apenas na região de Lisboa e que há mais zonas do país onde vale, sem dúvida, a pena investir. Este último levantamento de vagas que fizemos revela exatamente a realização prática deste movimento, porque assistimos finalmente ao início desta descentralização. Desta forma, em cidades como Aveiro, Viseu, Braga, Bragança e Vila Real há talento qualificado e empresas que o querem contratar, de forma a desenvolverem-se nestas regiões e impulsionarem a sua economia local”, refere.

 

As vagas em aberto estão disponíveis no site do Alerta Emprego, onde os candidatos podem encontrar todas as informações acerca das oportunidades profissionais, apresentarem a sua candidatura e ainda prepararem o seu currículo de acordo com as necessidades das empresas que achem atrativas.

 

 

[Fotografia: Ilustrativa/DR]

Tópicos:

#Economia#Emprego

Últimas