PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

País

País: Lembra-se do enorme cruzeiro que chegou à Galiza? Está retido por cá

2 Janeiro, 2022 - 23:15

562

0

No porto de Lisboa.

Há mais 12 casos positivos no navio Aida Nova, que se encontra retido no porto de Lisboa desde o dia 29 de dezembro devido a um surto de COVID-19. É o mesmo navio que há dias deu entrada e fez história no Porto de A Coruña, na Galiza, Espanha. 

 

O cruzeiro deveria prosseguir viagem rumo a Lanzarote este domingo à tarde, mas foi dado como terminado devido ao aumento do número de infetados, que sobe assim para 64, de acordo com o Correio da Manhã

 

Oito dos novos infetados são tripulantes e quatro são passageiros. Segundo o Comandante do Porto de Lisboa, encontram-se todos assintomáticos ou com sintomas ligeiros.

 

Todos os passageiros que tenham um teste negativo vão ser transportados para o aeroporto de Lisboa, para seguirem viagem para os respetivos países.

 

 

Aida Nova retido no porto de Lisboa
[Fotografia: Correio da Manhã]

 

 

Conta ainda o Correio da Manhã que 52 tripulantes que testaram positivo nos últimos dias vão continuar a cumprir isolamento numa unidade hoteleira em Lisboa.

 

O Aida Nova, recorde-se, destacou-se na Galiza pelo impressionante tamanho: para além dos 19 andares (14 acima do nível do mar) e capacidade para 6.500 passageiros, consegue transportar 183 toneladas. Tem 337 metros de comprimento e 69,3 metros de altura.

 

O Aida Nova começou a ser construído em setembro de 2017, pela alemã Meyer Werft GmbH. Foi concluído em agosto de 2018 e entrou ao serviço em dezembro desse ano.

 

Foi o primeiro navio cruzeiro em todo o mundo a poder funcionar totalmente a Gás Natural Liquefeito (GNL). Tem quatro motores híbridos, que podem usar tanto GNL como óleo combustível convencional.

 

 

[Fotografia capa: jornal Quincemil]

Últimas