PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

3

10

Monção

Monção: Fiéis estão com o Padre André e viram costas ao Bispo (literalmente!)

31 Janeiro, 2023 - 16:01

7197

0

“Homossexualidade não é pedofilia”.

[atualizada 1 fevereiro 16h36 – com posição dos paroquianos de Sago]

 

Há uma onda de solidariedade que está nesta altura a gerar-se por todo o concelho de Monção para com André Gonçalves que, recentemente, foi acusado pela Diocese de Viana do Castelo de “abuso de menores”.

 

O sacerdote confessou os factos. No entanto, conforme noticiou já a Rádio Vale do Minho, o “menor” [no singular] tem… 17 anos de idade.

 

Em declarações à Rádio Vale do Minho, o rapaz já assumiu que foi uma relação consentida.

 

Perante este cenário, a indignação e o choque iniciais transformaram-se numa significativa força a favor do sacerdote cujo paradeiro ainda é desconhecido.

 

Segundo o Jornal de Notícias (JN) [notícia exclusiva para assinantes], estes gestos solidários ganharam maiores contornos no passado domingo.

 

O Bispo de Viana do Castelo, D. João Lavrador, cumpriu com o prometido e enviou uma carta para ser lida nas várias freguesias onde André Gonçalves prestava serviço.

 

Conta o JN que nas freguesias da Bela e Cambeses a população recusou-se a ouvir a carta de D. João Lavrador.

 

Quando o leitor se aproximou do ambão para ler a missiva, os fiéis viraram costas e abandonaram o templo.

 

Refere ainda o JN que, num desses momentos, fiéis mais exaltados proferiram palavras de revolta contra a Diocese com a publicação de um comunicado que expôs André Gonçalves “ao vexame e destruiu uma família”.

 

 

Comunicado divulgado pela Diocese de Viana do Castelo no passado dia 23 de janeiro

[Fonte: Diocese de Viana do Castelo]

 

 

 

Cenário diferente, apurou a Rádio Vale do Minho, aconteceu em Sago onde a população ouviu a carta do Bispo até ao final.

 

A solidariedade do povo já é de tal ordem que, diz ainda o JN, o padre indicado para substituir o antigo sacerdote acabou por nem sequer conseguir celebrar a Eucaristia Dominical em duas das seis paróquias a cargo de André Gonçalves: Abedim e Portela.

 

“Homossexualidade não é pedofilia”, sublinharam ainda vários fiéis, de acordo com o JN.

 

André Gonçalves prestava serviços nas paróquias de Abedim, Bela, Cambeses, Longos Vales, Portela e Sago, naquele concelho.

 

 

[Fotografias capa: DR]

Tópicos:

#Igreja

Últimas