PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Monção

Monção: Em Pias há uma procissão com mais de 300 anos

27 Fevereiro, 2024 - 00:04

539

0

Uma procissão única em tempo de Quaresma.

Acontece na freguesia de Pias, em Monção, no Domingo de Ramos.

 

Função do Senhor dos Passos atrai dezenas de devotos às ruas daquela freguesia monçanense. Uma tradição que, conta-se, leva já mais de 300 anos.

 

Este ano tem data marcada para o próximo dia 24 de março, domingo.

 

O dia arranca pelas 5h30, com a Procissão do Andar dos Passos. Segue-se a Benção de Ramos e Missa de Ramos.

 

Por volta das 15h30, retomam-se as cerimónias na Igreja Paroquial. Após a pregação, o figurado começa a procissão pela igreja, enquanto o pregador explica o significado de cada uma das figuras na vida de Jesus Cristo.

 

De seguida, a Procissão do Senhor dos Passos segue para o exterior e percorre as capelinhas da Paixão de Cristo até à Lapa (Calvário).

 

 

[Fotografia: Arquivo/cedida à Rádio Vale do Minho]

 

 

 

Além do figurado, integram a cruz do penitente, o andor e as bandeiras do Senhor dos Passos, senates e misericórdia (tôla), o pálio, as personalidades representativas da freguesia e do concelho, o grupo coral e a banda de música.

 

Um dos pontos mais emocionantes da procissão ocorre na Senhora do Encontro com dois momentos de acentuada carga religiosa: o beijo de Nossa Senhora a Jesus Cristo e o cântico de Verónica.

 

 

 

 

[Fotografia: Arquivo/cedida à Rádio Vale do Minho]

 

 

 

[Fotografia: Arquivo/cedida à Rádio Vale do Minho]

 

A partir daqui, também segue em procissão o andor de Nossa Senhora do Encontro. Quando a procissão chega à Lapa (Calvário) realiza-se um sermão final e ouve-se, de novo, o cântico da Verónica.

 

Depois de um pequeno descanso, a procissão fez sentido inverso.

 

Em sinal de luto, as bandeiras já não vão hasteadas. O sino deixa de tocar e a procissão chega ao final.

 

 

 

[Fotografia capa: Arquivo/cedida à Rádio Vale do Minho]

Últimas