PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Monção

Monção: Bombeiros sem candidatos à presidência da Associação Humanitária

15 Setembro, 2023 - 18:15

943

0

Prazo para apresentação de listas candidatas aos corpos gerentes terminou esta sexta-feira.

Não há candidatos à presidência da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monção. O prazo terminou esta sexta-feira, às 18h00.

 

A essa hora, apurou a Rádio Vale do Minho, não tinha sido apresentada qualquer lista candidata aos corpos gerentes daquela instituição.

 

O atual Presidente, Gonçalo Oliveira, não se recandidata a novo mandato. Aos microfones da Rádio Vale do Minho lamentou “profundamente o desinteresse da população”.

 

Tomou posse em outubro de 2020. Em três anos, o responsável diz ter ganho “consciência, por experiência própria, que estar a frente desta estrutura, é estar numa posição desgastante e muitas vezes incompreendida, obrigando a uma entrega diária, abdicando muito de nós em prol dos outros”.

 

“Terminamos o mandado com a certeza do dever cumprido, encontramos uma Associação com inúmeros obstáculos entretanto superados“, congratula-se Gonçalo Oliveira, destacando uma melhoria na saúde financeira da associação.

 

“Hoje respira-se melhor, pois, graças à gestão apertada, rigorosa e transparente dos últimos três anos, esta casa está arrumada, organizada e devidamente controlada”, considera.

 

Mas não chega. “Ainda há muito por fazer”, alerta.

 

“Essencialmente na valorização profissional dos recursos humanos, para além da angariação de novas formas de receita face à despesa elevada com a sustentabilidade da prestação do socorro, remodulação e adequação das infraestruturas (camaratas, balneários, gabinete crise, salas de formação, aumento do parque de viaturas e demais áreas operacionais)”, enumerou.

 

Há também uma “necessidade urgente de aquisição de equipamentos de proteção individual”.

 

Mesmo ainda sem sucessor à vista, Gonçalo Oliveira acredita que “tudo é possível de concretizar-se, com órgãos sociais sérios que adotem uma postura exigente, rigorosa e transparente”.

 

 

 

E agora?

Apurou a Rádio Vale do Minho junto de fonte da atual direção que “foi nomeada uma Comissão de Gestão constituída por Gonçalo Nuno Oliveira, Paula Alexandra Oliveira, e Amâncio Alves, que farão a gestão corrente da Associação até ao próximo dia 1 de outubro até abertura do novo processo eleitoral”.

 

 

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monção conta 123 anos de existência. Foi no dia 19 de março de 1900 que Abílio Dantas Sousa Aragão e Deoclesiano Rodrigues Torres fundaram aquela associação – na já inexistente Capela do Loreto, em Monção.

 

A capela foi demolida nos primeiros anos do século passado.

 

 

 

[Fotografia: Publicação de José António Barreto Nunes / Grupo FB Os amigos de Monção]

 

 

 

[Fotografia capa: DR]

Últimas