PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Caminha

Ministério Público arquiva processo contra Miguel Alves

18 Julho, 2023 - 11:54

2188

0

Estava inicialmente indiciado como autor de crime de prevaricação.

Miguel Alves, antigo Presidente da Câmara Municipal de Caminha, foi ilibado de qualquer responsabilidade pelo Ministério Público (MP) no processo de equipamento das Lojas Interactivas de Turismo.

 

O ex-autarca, recorde-se, estava inicialmente indiciado como autor de crime de prevaricação no processo.

 

Foram também ilibados outros autarcas e antigos autarcas, conforme avançou o jornal Público [notícia exclusiva para assinantes].

 

No despacho de arquivamento, ao qual a Rádio Vale do Minho teve acesso, o MP refere explicitamente que “não foram recolhidos indícios, de que, ao proceder aos procedimentos e às contratações em análise, os arguidos Júlia Paula Pires Pereira Costa, Paulo Pinto Pereira e Luís Miguel da Silva Mendonça Alves tinham agido com a intenção directa de beneficiar estas sociedades” (empresas que forneceram os equipamentos para as Lojas Inter-Activas de Turismo).

 

Contactado pela Rádio Vale do Minho, Miguel Alves optou por não prestar quaisquer declarações.

 

 

 

[Fotografia: Arquivo/DR]

Tópicos:

#Justiça

Últimas