PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Legislativas

Legislativas: Candidatos do PSD alertam para “omissões” gravíssimas na obra da ligação da A3 a Coura

11 Janeiro, 2022 - 10:43

520

0

“Esqueceram-se de coisas óbvias como, por exemplo, que essa ligação fazia o atravessamento do gasoduto e dos Caminhos de Santiago”.

Os candidatos do PSD pelo distrito de Viana do Castelo às próximas eleições legislativas alertam para “omissões” gravíssimas na obra da ligação da A3 a Paredes de Coura. “Omissões” estas que, antevêem, poderão atrasar e aumentar a despesa da empreitada. 

 

Recorde-se que, naquele concelho, está em construção uma ligação à A3, tida como grande anseio rodoviário nos últimos 20 anos e cuja obra está em curso com a terraplanagem.

 

“Infelizmente e de forma incompreensível, detectamos omissões gravíssimas porque, no projeto, esqueceram-se de coisas óbvias como, por exemplo, que essa ligação fazia o atravessamento do gasoduto e dos Caminhos de Santiago”, denunciaram os candidatos do PSD, durante a visita que fizeram ao concelho de Paredes de Coura.

 

“Hoje a obra não está parada, mas está com um ritmo muito lento, e o povo já começa a dizer que lá para 2025 a obra estará concluída, com um aumento do valor da empreitada a poder ultrapassar os 50 por cento, o que é inconcebível”, alertaram ainda.

 

“Para fixarmos população no interior e nos territórios de baixa densidade, não podemos andar sistematicamente a aplicar medidas paliativas do empreendedorismo, de apoio ao primeiro emprego, temos que ter muito mais que isso. Temos que ter garantias que nestes territórios, não só podemos ter uma vida profissional e social ativa e, sobretudo, em segurança. Isso não se faz com o encerramento de farmácias à noite, nem muito menos com obras que se projetam em cima das eleições, com graves lacunas, que originam atrasos que põem em causa as expectativas para o território”, acusaram os candidatos.

 

Outro exemplo disso mesmo, apontado pelos deputados, é o portinho de pesca de Vila Praia de Âncora em que o “Governo fez o desassoreamento, com pelo menos dois anos de atraso, e não fez qualquer correção técnica da obra que é necessária, pois sem ela a areia extraída volta a depositar-se tornando praticamente impraticável a entrada e saída das embarcações dos pescadores”.

 

As próximas eleições legislativas estão marcadas para dia 30 de janeiro.

 

 

[Fotografia: PSD Alto Minho]

Últimas