PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Monção

Família Real de Inglaterra já esteve em Monção – Sabe quando aconteceu?

5 Maio, 2023 - 14:41

1965

0

História.

Não foi o rei de Inglaterra… mas foi o filho. No dia 1 de novembro de 1386, John of Gaunt, filho do rei Eduardo III, chegou a Monção. 

 

Vinha acompanhado de sua filha, Filipa de Lencastre e de uma forte escolta militar.

 

Seguiu em direção ao limite das freguesias de Barbeita e Ceivães. Deteve-se numa das extremidades da Ponte do Mouro.

 

Na outra margem, esperava-o já D. João I, rei de Portugal.

 

O encontro teve como objetivo redefinir e reforçar as condições de cooperação militar entre os dois países e estabeleceu os pormenores do casamento entre o monarca português e D. Filipa de Lencastre, filha do Duque.

 

Porquê redefinir? Porque em 1372, já portugueses e ingleses se tinham reunido em Tagilde, no concelho de Vizela, para dar corpo a uma aliança luso-britânica que ainda se mantém atualmente. Porém, nesse ano o nosso rei era outro – D. Fernando.

 

Um tratado de “amizades e alianças para sempre duradouras” em que prometeram serem “bons, leais e verdadeiros amigos para sempre e que se amassem bem e verdadeiramente e que em nenhum tempo fossem um contra o outro, nem contra seus reinos, sucessores ou herdeiros”.

 

Após o Tratado de Tagilde, esta aliança consolidou-se ainda mais com o Tratado de Londres (16 de julho de 1373), com o Tratado de Windsor (9 de maio de 1386).

 

Mas estes compromissos careceriam de constantes revisões nesses tempos.

 

Foi então elaborado o Tratado de Monção. Um documento onde D. João I se comprometeu  a auxiliar o inglês na conquista do seu reino, com uma força de 2.000 lanças, 1.000 besteiros e 2.000 peões, inteiramente financiados à sua custa.

 

O duque daria a sua filha Filipa de Lencastre em casamento. 

 

A recriação deste momento teve por várias vezes lugar durante a iniciativa Ponte do Mouro Medieval, que tem estado suspensa desde 2020 – ano de início da pandemia da COVID-19.

 

 

 

Foi nesta ponte, em Monção, que o Duque de Lencastre e D. João I se encontraram em 1386

[Fotografia: DR]

 

 

 

Recriação história do Tratado de Monção na Ponte do Mouro, durante a iniciativa Ponte do Mouro Medieval

[Fotografia: Rádio Vale do Minho]

 

 

 

Muito mais que um Tratado

Convém referir que em cima da Ponte do Mouro, em Monção, aconteceu muito mais que um Tratado.

 

Foi do casamento entre D. João I e D. Filipa que nasceu a chamada Ínclita Geração.

 

Entre os oito filhos do casal conta-se, por exemplo, o Infante D. Henrique (1394-1460), considerado a mais importante figura da Era dos Descobrimentos Portugueses.

 

Desde o episódio ocorrido na Ponte do Mouro, nunca mais nenhum membro da família real britânica voltou a Monção. 

 

Em Londres, contam-se as horas para a Coroação de Carlos III, que acontece este sábado. Vai realizar-se na Abadia de Westminster, local em que todos os reis são coroados desde 1274.

 

No cortejo, Rei Carlos III terá aclamação, mas também protestos. O movimento republicano já prometeu que vai estar concentrado na Trafalgar Square com 1.500 pessoas.

 

Na cerimónia vão estar presentes representantes de 200 países, com mais de cem chefes de Estado, incluindo Marcelo Rebelo de Sousa.

 

Quem não vai estar presente é Joe Biden, que vai ser representado pela sua mulher Jill Biden, tendo em conta a sua agenda preenchida.

 

Da mesma forma, Meghan Markle não vai comparecer, deixando Harry, filho do Rei Carlos III, sozinho.

 

 

[Fotografia: Ponte do Mouro Medieval]

Tópicos:

#História

Últimas