PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Vila Nova de Cerveira

Cerveira: Vem aí um novo ‘inquilino’ para o Aquamuseu

17 Junho, 2022 - 10:35

196

0

“É fundamental reforçar o trabalho em rede para garantir a conservação dos recursos naturais e culturais em espaços naturais transfronteiriços”, defende Rui Teixeira.

É uma lontra fêmea e será o novo inquilino do Aquamuseu do Rio Minho, em Vila Nova de Cerveira. A nova moradora provém dos programas de investigação e criação em cativeiro e resulta da assinatura de um protocolo de cooperação científica entre aquele espaço e a Estação Biológica Internacional Douro-Duero.

 

A assinatura aconteceu a bordo do navio-aula ESCUA, no Rio Douro internacional, em Miranda do Douro – Zamora, com a participação do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, e do Coordenador da Estação Biológica, David Velasco. Presentes na assinatura estiveram, também, a Vereadora cerveirense Sónia Guerreiro e o Vice-Presidente e o Vereador do Município de Miranda do Douro, Nuno Rodrigues e Vítor Bernardo, respetivamente.

 

Em sequência deste protocolo, ambas as entidades comprometem-se a levar a cabo um trabalho de cooperação científica e de investigação partilhado nos rios transfronteiriços Minho e Douro, com intercâmbio de dados na monitorização dos seus ecossistemas aquáticos transfronteiriços.

 

“É fundamental reforçar o trabalho em rede para garantir a conservação dos recursos naturais e culturais em espaços naturais transfronteiriços, entre os que se encontram o património natural e cultural do Rio Minho”, considera o presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira.

 

 

Assinado o protocolo de cooperação científica entre o Aquamuseu e a Estação Biológica Internacional Douro-Duero

[Fotografia: Município VN Cerveira]

 

 

Recorde-se que Município de Vila Nova de Cerveira, através do Aquamuseu do Rio Minho, tem por missão divulgar o património natural da Bacia Hidrográfica do Rio Minho e o património cultural associado à pesca artesanal do Rio Minho internacional, assim como, promover o conhecimento científico sobre os recursos naturais e etnográficos, estabelecendo para o efeito, parcerias e colaborações com Universidades de Investigação em Portugal e Espanha.

 

Já a Estação Biológica Internacional Duero-Douro é uma organização luso-espanhola, para conservação dos espaços naturais transfronteiriços, através da investigação científica, a educação ambiental, o ecoturismo sustentável e a inovação tecnológica.

 

 

[Fotografias: Município VN Cerveira]

Últimas