PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Caminha

Caminha: Rui Lages reafirma comprometimento do Município na defesa do ambiente

2 Junho, 2022 - 11:41

226

0

“Estamos empenhados em promover ações políticas que minimizem os impactos das alterações climáticas no nosso território”.

A Escola Básica e Secundária de Caminha acolheu o segundo seminário do projeto INFORISK: Informar sobre os riscos associados às alterações climáticas no Alto Minho, subordinado à temática Alterações Climáticas no Alto Minho: Informar para (re)agir.

 

“Se há tema latente na ação política de qualquer governante, seja a nível local, regional ou nacional é, sem margem para dúvidas, a temática do ambiente e das alterações climáticas”, vincou desde logo o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Rui Lages.

 

O autarca socialista enalteceu a CIM Alto Minho pela iniciativa e reforçou a importância deste tipo de projetos. Confirmou ainda o comprometimento do Município na problemática ambiental.

 

“Estamos empenhados em promover ações políticas que minimizem os impactos das alterações climáticas no nosso território. É isto que nos é exigido, é esse compromisso que assumimos”, assegurou Rui Lages.

 

O evento foi organizado pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), em colaboração com os municípios seus associados, no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

 

O INFORISK é um projeto inovador em termos de comunicação, capacitação de agentes do território e sensibilização do público em geral, em que se integra a comunidade escolar, para os riscos associados às alterações climáticas no território do Alto Minho.

 

A esta realidade não é alheia a escolha do local, a Escola Básica e Secundária de Caminha, cuja obra de requalificação e ampliação, num investimento da ordem dos 3,5 milhões de euros, foi inaugurada formalmente em março último.

 

Os alunos do estabelecimento de ensino caminhense puderam participar na organização e logística associada ao evento, mas também intervieram durante os trabalhos, colocando as suas questões sobre as alterações climáticas no território do Alto Minho em geral e nas diferentes áreas.

 

No seminário foi feita ainda uma apresentação sobre a Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva 2030, por Carlos Mendes, diretor de Serviços de Riscos e Planeamento da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

 

[Fotografia: Município Caminha]

Últimas