PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

1

Viana do Castelo

Alto Minho: Explicador detido pela PJ já tinha sido condenado por 82 crimes de abuso sexual de criança

5 Março, 2024 - 18:59

455

1

Ficou em prisão preventiva.

O explicador de matemática, de 48 anos, residente em Viana do Castelo, detido por suspeita de crimes de abuso sexual de menores dependentes ou em situação vulnerável ficou em prisão preventiva.

 

Segundo o Porto Canal, o homem detido esta segunda-feira pela Polícia Judiciária (PJ), foi sujeito esta terça-feira a primeiro interrogatório judicial no tribunal de Viana do Castelo.

 

Recorde-se que a Polícia Judiciária (PJ) através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, deteve esta segunda-feira um homem de 48 anos de idade, residente no concelho de Viana do Castelo, suspeito da eventual prática de crimes de abuso sexual de menores dependentes ou em situação vulnerável.

 

“Valendo-se da atividade de apoio ao estudo, que desenvolvia em instalações arrendadas para o efeito, este homem terá alegadamente abusado de, pelo menos, dois menores com 14 e 15 anos de idade, entre maio de 2023 e janeiro do ano corrente”, refere a PJ.

 

“O suspeito já tem antecedentes por diversos crimes de abuso sexual de criança e atos sexuais com adolescente, tendo sido condenado a cinco anos de prisão, com pena suspensa. A pena tinha sido extinta precisamente no mês em que iniciou os novos abusos agora em investigação”, acrescenta.

 

Conta ainda o Porto Canal que em abril de 2018, o tribunal de Viana do Castelo condenou o explicador a cinco anos de prisão, com pena suspensa pelo mesmo período, por 82 crimes de abuso sexual de criança e por seis de atos sexuais com adolescentes.

 

O homem, que é também professor de karaté, ficou obrigado a receber acompanhamento psicológico e psiquiátrico. Ficou também com permissão apenas para “dar explicações, ter contacto ou participar em atividades que envolvem maiores de 16 anos, de ambos os sexos”.

 

O arguido terá praticado os crimes entre 2013 e 2015.

 

 

 

[Fotografia: Ilustrativa/DR]

Últimas