PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Caminha

VP Âncora: Está a ‘nascer’ um espaço dedicado ao património cultural e natural do mar

30 Novembro, 2022 - 14:38

748

0

Património.

O Município de Caminha está a desenvolver o Projeto de Recuperação e Valorização do Forte da Lagarteira, cujas obras começaram, entretanto, a ser executadas. As intervenções são financiadas pelos programas Norte 2020 e Mar 2020, num investimento global um pouco superior aos 200 mil euros.

 

A obra permitirá instalar, naquele Forte, o Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora e criar mais um polo de atração para Vila Praia de Âncora e para o concelho.

 

O futuro espaço nasceu pela vontade da Câmara ver recuperado aquele exemplar do património, abrindo-o ainda mais ao público.

 

O Presidente da Câmara, Rui Lages, está a acompanhar as obras, e na última visita, mostrou-se agradado pelo sucesso de mais esta candidatura, uma mais valia que permitirá, ao mesmo tempo, preservar o Forte da Lagarteira, mas também dar-lhe uma nova vida, respeitando a relação com a Vila e com o mar.

 

“A Câmara tem vindo a assumir a gestão do monumento e, por diversas vezes, criámos aqui eventos, abrimos as portas ao público e tentámos dar mais visibilidade e mais vida a um espaço tão importante e tão querido das nossas gentes”, explica Rui Lages.

 

No entanto – prossegue o Presidente – “era para nós óbvio que não teríamos muitas condições para ir mais longe sem uma intervenção adequada, que preservasse também o património. Mas tínhamos ambição e vontade e trabalhámos no projeto, construímos aquilo a que chamámos o Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora“.

 

“Com base nesse trabalho formalizámos a candidatura e tivemos sucesso. Estamos a executar a obra e em breve teremos aqui mais um polo de atração, de preservação e partilha da nossa memória comum, nesta Terra de mar e de marinheiros, de pescadores e de gente que ama estas praias, estas rochas e as muitas histórias que estes espaços encerram”.

 

O futuro Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora resulta de um projeto candidatado a fundos comunitários, nomeadamente ao Programa Mar 2020 e Programa Norte 2020. O apoio solicitado foi de 208 468,74 euros, conseguindo-se um apoio de 177 198,43 euros.

 

Será um Núcleo Museológico a instalar no Forte da Lagarteira, dedicado ao património cultural e natural marítimo da costa do concelho de Caminha. Nele, os visitantes poderão conhecer as raízes históricas desta póvoa marinheira e a rica biodiversidade da nossa costa.

 

O mar foi, desde a origem, o garante económico de gerações e gerações de habitantes de Vila Praia de Âncora.

 

Com estas linhas orientadores, o programa museológico para o Forte da Lagarteira, Monumento de Interesse Público desde 1967 e parte integrante da memória da paisagem de Vila Praia de Âncora, assenta na promoção, proteção e valorização dos recursos endógenos, realçando a atividade económica principal do território e o seu património cultural.

 

Como pano de fundo está sempre a sustentabilidade económica e financeira do território por via dos serviços que possam ser oferecidos, nomeadamente através de uma oferta turística qualificada e diferenciadora.

 

“Este Núcleo pretende promover o desenvolvimento local de base comunitária, a conservação, proteção e promoção do património natural e cultural procurando desenvolver a valorização no território dos recursos endógenos associados à conservação de recursos naturais. O foco será sempre a organização de iniciativas capazes de comunicar, informar e sensibilizar para a proteção e conservação da natureza e programas e ações de desenvolvimento de turismo de natureza, reforçando a visibilidade, interna e externa, da região, em articulação com a conservação desses recursos”, refere-se no projeto.

 

O Espaço Memória do Mar de Vila Praia de Âncora é um espaço que irá unir o património cultural ao património natural, num espaço icónico de Vila Praia de Âncora e que constituirá uma ponte para a fruição do património natural da costa atlântica do Município de Caminha.

 

Como ponto alto da experiência de visita, será criado um espaço onde o visitante poderá admirar o fundo marinho da nossa costa atlântica, entrando em contacto com a fauna e flora subaquática da região, numa experiência inovadora e totalmente imersiva.

 

Com esta experiência lúdica e pedagógica, os visitantes poderão conhecer toda a biodiversidade do mar, bem como aprender de que forma podemos protegê-lo, enquanto património natural essencial à vida no
planeta Terra, e valorizá-lo enquanto recurso económico e turístico do Concelho de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

 

O Espaço Memória do Mar de Vila Praia de Âncora constituir-se-á, assim, como a “casa do mar” e será a partir dele que se poderá explorar o território terrestre e marítimo, conhecer as suas tradições marítimas e
ainda, através do seu programa de animação e dinamização cultural, promover o património natural de todo o Concelho de Caminha.

 

 

[Fotografia: Município Caminha]

Últimas