PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Arcos de Valdevez

Venezuela: Lusodescendentes estão “esperançados” com o futuro – Francisco Araújo

12 Março, 2013 - 08:19

66

0

O presidente da Câmara de Arcos de Valdevez considerou que os imigrantes portugueses radicados na Venezuela estão “na expetativa” e “esperançados” no futuro próximo do país, depois da morte do Presidente, Hugo Chávez.

O presidente da Câmara de Arcos de Valdevez considerou que os imigrantes portugueses radicados na Venezuela estão “na expetativa” e “esperançados” no futuro próximo do país, depois da morte do Presidente, Hugo Chávez.

“As pessoas com quem falei estão na expetativa quanto ao futuro, relativamente ao 14 de abril (data das eleições presidenciais), mas esperançados que as coisas corram bem”, disse o autarca, que termina hoje uma visita de cinco dias à Venezuela.

Francisco Rodrigues de Araújo esteve no país para contactar com a comunidade lusodescendente local e participar na festa de aniversário da Rádio Arcoense, que deveria ter ocorrido no último sábado mas foi suspensa devido ao falecimento do Presidente da Venezuela.

“Há uma esperança de que os venezuelanos consigam eleger, em paz, os seus representantes”, frisou.

No seu entender “da parte de Portugal, considerando a vasta comunidade portuguesa que existe aqui na Venezuela, considerando também as empresas portuguesas que têm aqui interesses na Venezuela e também a posição do governo, é para manter”.

Durante a visita a Caracas, Francisco Rodrigues de Araújo, esteve em Los Próceres, nas proximidades da Academia Militar de Caracas, onde está exposto o corpo do presidente Hugo Chávez, falou com as pessoas que estavam à espera para ver os restos do ex-primeiro mandatário venezuelano e comprou “algumas recordações”.

Últimas