PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

1

1

Valença

Valença: Uma ‘revolução’ no comércio dentro da Fortaleza

9 Setembro, 2023 - 21:59

7796

1

Bairros Digitais.

A candidatura apresentada por Valença aos Bairros Digitais, para inovar no comércio e serviços da Fortaleza, foi aprovada com um financiamento de cerca de 700.000.00 euros.

 

Para o Presidente da Câmara, José Manuel Carpinteira “esta é uma boa notícia e uma excelente oportunidade para Valença, para a modernização do comércio e turismo local e para a criação de novas dinâmicas e novos negócios”.

 

O Bairro Comercial Digital (BCD) de Valença contempla a instalação de sistemas de conectividade Wi-Fi, a instalação de Centros de Informação Digital.

 

 

A título de exemplo, o Município aponta:

  • Mupis;
  • aquisição e instalação de mobiliário urbano,
  • instalação de sinalética para promoção de uma identidade visual comum,
  • desenvolvimento de websites e aplicações para dispositivos móveis,
  • desenvolvimento de sistemas de gestão de tráfego (online e offline) e prestação de informação aos comerciantes,
  • integração de sistemas de controlo de tráfego e afluência,
  • instalação e integração de sistemas de experiência de realidade aumentada,
  • adoção de soluções de gestão de stocks digitais,
  • digitalização de estruturas de estacionamento com sistema de pagamento digital, entre outras situações.

 

 

O BCD de Valença pretende “recriar uma zona comercial de excelência, marcada por um património histórico e cultural com características únicas”, através de um projeto de integração tecnológica capaz de atrair mais visitantes à cidade, impulsionando uma maior participação dos cidadãos valencianos nas vivências da Fortaleza e contribuir para uma economia de proximidade.

 

“A aprovação deste projeto foi possível por estar circunscrito, geograficamente, a um espaço contíguo dentro da Fortaleza, caracterizado pela sua natureza comercial, onde estão presentes os principais serviços públicos. O património histórico representa elementos característicos únicos, que permitem a criação de uma zona de excelência, com uma elevada atractividade de consumidores (visitantes e turistas) nacionais e estrangeiros, contribuindo para qualificar e dinamizar todo o comércio valenciano”, explica o Município.

 

Este projeto foi apresentado e será implementado pelo Município de Valença em parceria com a CEVAL – Confederação Empresarial do Alto Minho e é financiado pelo PRR – Plano de Recuperação e Resiliência.

 

Será desenvolvido durante 28 meses, com conclusão prevista para inícios de 2026.

 

 

 

[Fotografia: Arquivo/DR]

Últimas