PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

0

0

Destaques
Valença

Valença: “Se houvesse guerra em Espanha, os espanhóis perdiam. Vieram todos para aqui”

19 Agosto, 2021 - 23:42

66

0

PUB Com as restrições a serem cada vez mais leves em Portugal, os galegos que cruzam a fronteira são cada vez em maior número. As ruas de Valença enchem e […]

PUB

Com as restrições a serem cada vez mais leves em Portugal, os galegos que cruzam a fronteira são cada vez em maior número. As ruas de Valença enchem e o jornal galego La Voz de Galicia testemunhou isso mesmo… ao vivo.

Chegam ávidos de comida portuguesa e, conforme descreve aquele jornal, o número de matrículas espanholas nas ruas ombreia com as portuguesas. Era quarta-feira, dia de feira naquela cidade. E isso fazia aumentar ainda mais a multidão na rua.

“Se houvesse guerra em Espanha, os espanhóis perdiam. Vieram todos para aqui”, disse com uma gargalhada Manuel Silva, funcionário de um restaurante no centro de Valença, ao La Voz de Galicia. Eram 15h30 e, revelou, já se tinham sentado para ali almoçar mais de 500 pessoas.

 

 

Galegos enchem ruas e restaurantes de Valença
[Fotografias: jornal La Voz de Galicia]

 

 

“Há mais espanhóis que nunca”, referiu o empregado com ar de satisfação. O estabelecimento ia cumprindo as normas da Direção-Geral da Saúde. Toda a gente entrava com máscara e nenhuma mesa com mais de oito pessoas.

Mais à frente, num outro restaurante bem conhecido, já se tinha servido mais de 2.500 refeições. A Fortaleza estava à pinha. No topo dos pedidos estava, evidentemente, o bacalhau. Mas saíam também polvo e churrasco. “Todos a divertirem-se num país onde somente as discotecas permanecem encerradas e as festas populares estão canceladas”, recorda o La Voz de Galicia.

Recorde-se que o Governo convocou para esta sexta-feira uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros, onde deverá ser decidido um alívio das restrições impostas pela pandemia de COVID-19.

O encontro, que vai realizar-se por videoconferência, foi confirmado esta quinta-feira pelo gabinete da ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Numa nota enviada às redações, a mesma fonte refere que a conferência de imprensa pós-Conselho de Ministros está agendada para as 15h30, no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

 

[ Fotografia capa: jornal La Voz de Galicia]

 

PUB

Últimas