PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Valença: Helicópteros… embarcações… buscas no rio Minho (vai ser assim na quarta-feira)

9 Maio, 2022 - 10:50

8715

0

MARSEC 2022.

No próximo dia 11 de maio, quarta-feira, helicópteros e embarcações de salvamento deverão ser vistas no rio Minho entre Valença e Tui. Trata-se do MARSEC (Maritime Security Excercize) 2022, um  exercício combinado de segurança e salvamento marítimo/fluvial, promovido pela Armada Espanhola.

 

Tem como objetivo principal, treinar os procedimentos operacionais de coordenação entre a Comandância Naval del Miño, a Capitania de Caminha e a Polícia Marítima de Caminha. Participarão também todas as entidades que normalmente contribuem para o dispositivo de segurança e salvamento fluvial no rio Minho, tais como o NRP “Rio Minho”, a Lancha de fiscalização espanhola “Cabo Fradera”, mergulhadores militares, e as corporações de bombeiros dos municípios portugueses e espanhóis, adjacentes à área do exercício.

 

Desta forma, no dia 11 de maio, nas imediações da Comandância Naval del Miño, em Tui, Espanha, será efetuado um exercício de salvamento fluvial, através de um cenário de simulação do naufrágio de uma embarcação de recreio, que resultará em alguns feridos e desaparecidos.

 

Este exercício envolverá o resgate aquático, buscas nas margens e subaquáticas, com equipas de mergulhadores de ambas as Marinhas.

 

No dia 18 de maio, nas imediações do Parque do Castelinho em Vila Nova de Cerveira, serão treinados os procedimentos policiais marítimos/fluviais, tendo como base um cenário de abordagem a uma embarcação que, para efeitos de exercício, simulará ser suspeita de tráfico de estupefacientes.

 

Finalmente, no dia 19 de maio, serão treinados os procedimentos de apoio à proteção civil, no âmbito das operações de recolha de água por aeronave (scooping), em ações de apoio ao combate aos fogos florestais entre Caminha e Valença.

 

Para tal, será efetuada a limpeza e interdição da área navegável, e consequente controlo da navegação no TIRM, possibilitando a realização das operações aéreas em segurança.

 

 

[Fotografias: Arquivo/Alfredo Via jornal Telemariñas]

Últimas