PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Valença

Valença: Aquilino fez 101 anos – Lê sem óculos, joga à sueca… e ainda memoriza as cartas jogadas

22 Agosto, 2023 - 09:58

5509

2

“Fica todo satisfeito quando só lhe dão 80 a 85 anos”.

Nasceu no dia 20 de agosto de 1922. No mesmo ano em que nasceram José Saramago e Adriano Moreira. Estes dois já não estão entre nós, mas Aquilino Amoedo – de Valença – chegou aos 101 anos e segue a viver a vida como um autêntico jovem.

 

Há quem o considere mesmo “um fenómeno da natureza”, tal o vigor que apresenta na idade que alcançou.

 

Veio ao mundo em Espanha. Era ainda um jovem quando naquele país rebentou a Guerra Civil.

 

Afastou-se do conflito e veio para Portugal. Só que por cá chegava o Estado Novo. A qualidade de vida não satisfez Aquilino Amoedo.

 

Na década de 60 decide emigrar para França. Por lá ficaria até aos anos 80, quando optou por regressar a Portugal.

 

Instalou-se em Valença. No centro histórico, abriu uma casa comercial de atoalhados e candeeiros que viria a tornar-se muito conhecida: a Casa Amoedo. 

 

Aos 101 anos, Aquilino Amoedo tem cinco filhos, 16 netos, 14 bisnetos e dois trinetos. 

 

 

 

[Fotografia: Cedida à Rádio Vale do Minho]

 

 

Honestidade e lealdade fizeram deste centenário uma pessoa muito estimada e sempre acarinhada pelos valencianos. Também muito admirado pela saúde que conserva em tão vetusta idade.

 

“O meu pai ainda lê sem óculos. Gosta imenso de jogar à sueca e consegue ainda contar e memorizar as cartas que já saltaram para a mesa”, contou Carlos Amoedo, filho de Aquilino, à Rádio Vale do Minho.

 

Sobre o segredo para alcançar aquela idade, Carlos Amoedo conta que o pai “nunca bebe álcool fora das refeições”.

 

Sorridente, o centenário Aquilino Amoedo enche de orgulho a família.

 

“Fica todo satisfeito quando só lhe dão 80 a 85 anos”, acrescentou o filho com uma gargalhada.

 

 

 

[Fotografia capa: Cedida à Rádio Vale do Minho]

Últimas