PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Destaques
Vale do Minho

Vale do Minho: Já conhece o ‘Marketplace’? Produtos da região à distância de um clique

18 Maio, 2021 - 17:17

27

0

PUB Chama-se Vale do Minho Marketplace e está a conquistar cada vez mais os produtores da região. Trata-se de uma loja online onde o utilizador pode encontrar e comprar os […]

PUB

Chama-se Vale do Minho Marketplace e está a conquistar cada vez mais os produtores da região. Trata-se de uma loja online onde o utilizador pode encontrar e comprar os produtos mais genuínos do Vale do Minho. Do fumeiro ao mel, passando pelo vinho e pelo queijo até chás e doces… há de tudo um pouco. Um ou dois cliques, e já está.

A iniciativa é da Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Vale do Minho (ADRIMINHO) e conta já com mais de uma dezena de produtores aderentes. Entre eles, a Quinta de Soalheiro, de Melgaço.

“A ideia é muito boa. Coloca os produtos numa plataforma de mercado o que ajuda não só na parte das vendas, mas também na divulgação de um território. É a grande mais valia desta iniciativa onde nós, desde o início, participamos com os nossos vinhos porque achamos que é muito importante”, disse à Rádio Vale do Minho Luís Cerdeira, enólogo e gestor da Quinta de Soalheiro.

Esta ideia arrancou em dezembro de 2020, em parceria com os seis Municípios do Vale do Minho. Desde então, o sucesso tem crescido de forma significativa o que facilitou as vendas aos produtores em tempos de pandemia provocada pela pandemia da COVID-19.

“A situação vivida com a pandemia e o encerramento dos tradicionais locais de venda provocou fortes quebras a todos os operadores e por isso decidimos apoiar o nosso território, facilitando uma ferramenta de comunicação que é já o presente: o digital”, afirmou o Presidente da ADRIMINHO e da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista.

Conforme contou ao jornal Diário do Minho a coordenadora da ADRIMINHO, Ana Paula Xavier, o projeto já estava mesmo a ser pensado antes da pandemia. Até porque, disse, sentia-se a falta de “uma ferramenta alternativa, que reforçasse a comercialização dos produtos locais”.

Àquele jornal, a responsável referiu que, no Vale do Minho, há “produtores com uma dimensão e um grau de profissionalização que lhes permitem escoar os seus produtos», mas também existe «um leque de pequenos produtores que sozinhos não conseguem chegar ao mercado”, especialmente com a suspensão das feiras e dos eventos de promoção e com o encerramento da restauração.

Do papel, a ideia passou à realidade e tornou-se naquilo que é hoje: uma autêntica montra que visa contribuir para a agilização do escoamento dos produtos locais da região, os quais também assumem um papel fundamental na garantia de um forte contributo para a retoma da economia local.

O projeto, como foi já referido, conta nesta altura com mais de uma dezena de produtores aderentes:

 

  • Delícias do Planalto
  • Quinta da Folga
  • Prados de Melgaço
  • Quinta do Soalheiro
  • Melgaço dos Sabores
  • Bruno Afonso
  • Casa da Assureira
  • Arminda Ribas
  • Casa da Portela
  • As Rosqueiras de Monção
  • Decanter do Vinho

 

A ADRIMINHO foi criada em 12 de Agosto de 1994, com o objectivo de fazer face à necessidade de criar uma estrutura de Gestão e Coordenação da Iniciativa Comunitária LEADER II.

Estiveram na base da sua criação diversas entidades dos vários sectores socio-económicos: Escolas Profissionais, Associações de Agricultores, Associações Comerciais e Industriais, Adegas Cooperativas e o Sector Público.

A ADRIMINHO intervem em núcleos rurais de interesse arquitectónico como forma de fixação da população e de melhoria das condições de vida nas zonas rurais

 

[Fotografia: Screen Marketplace]

 

PUB

 

Últimas