Menu

+

0

0

Vale do Minho

UEVM contesta alargamento dos horários de funcionamento de grandes superfícies comerciais

26 Julho, 2010 - 12:43

214

0

O presidente da União Empresarial do Vale do Minho (UEVM) diz-se "revoltado" com a decisão tomada, na passada quinta-feira, em Conselho de Ministros que visa o alargamento do horário das grandes superfícies ao domingo, passando estes estabelecimentos a poder funcionar todos os dias das 6 horas às 24 horas.

O presidente da União Empresarial do Vale do Minho (UEVM) diz-se "revoltado" com a decisão tomada, na passada quinta-feira, em Conselho de Ministros que visa o alargamento do horário das grandes superfícies ao domingo, passando estes estabelecimentos a poder funcionar todos os dias das 6 horas às 24 horas.
A associação "teme que esta medida tenha um impacto muito negativo, nos comércios sediados na região do Vale do Minho, que vivem momentos difíceis e se vêem agora perante uma concorrência hostil". Joaquim Covas apela ainda à intervenção das autarquias numa medida que acarreta "consequências muito negativas para as micro empresas do Vale do Minho e para a sua economia".

O dirigente da UEVM não tem dúvidas: "Se esta medida avançar vão aumentar os níveis de desemprego na região, com o encerramento de micro e pequenas empresas".

Joaquim Covas sublinha que desta forma o Governo "não quer ouvir e está a ter uma atitude pepotentes", ao antecipar a aprovação desta medida antes da entrega dos pareceres dos parceiros sociais, agendada para esta segunda-feira, não sendo assim ouvidos os parceiros como previsto.

Portugal é o país europeu com o maior número de centros comerciais. Por isso, a UEVM critica esta tomada de decisão unilateral do Governo, sublinhando que o governo e as autarquias tem que proteger as micro e pequenas empresas do comércio, e não "afundá-las".
O presidente da UEVM vai estar presente, esta quinta-feira, na reunião da Confederação do Comércio, cujo único ponto em cema da mesa é o alargamento dos horários de funcionamento de grandes superfícies comerciais ao domingo.

Últimas