PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Galiza

Tui: Bateu noutro carro e fugiu – Foi apanhado e agrediu agente da Polícia

4 Novembro, 2022 - 17:14

918

0

Acusado de agressão a agente da autoridade, recusa de identificação, abandono de local de acidente e de não ter inspeção em dia.

Um homem de 42 anos foi detido durante a madrugada da passada quarta-feira em Tui, na Galiza, após suspeitas de implicação numa colisão rodoviária na Rua Ourense, após a qual ocorreu a fuga de um dos condutores e respetivo veículo intervenientes.

 

Segundo o jornal Telemariñas, pelas 7h10 (6h10 em Portugal). Tudo começa quando uma patrulha da Polícia Local de Tui encontrou naquela artéria uma viatura estacionada que apresentava uma grande amolgadela na parte da frente. 

 

No entanto, refere aquele jornal, não existia qualquer outro carro estacionado na zona. Mas existia um rastro de óleo. Os agentes seguiram-no e, minutos depois, deram com um outro veículo também com a frente danificada “a coincidir com o que tinham visto na Rua Ourense”.

 

A patrulha imobilizou imediatamente o veículo suspeito. Foi então que apareceu o dono que, com comando à distância, abriu o carro.

 

“Os agentes perguntaram-lhe se a viatura lhe pertencia. O suspeito disse que sim. No entanto, quando lhe perguntaram sobre o acidente, o suspeito começou a insultar os agentes. Primeiramente disse que o carro se tinha avariado e depois que tinha sido roubado”, disse fonte policial ao Telemariñas.

 

“Os agentes pediram-lhe a identificação. O suspeito negou e continuou a insultar os agentes. Até que em determinado momento, tentou agredir um dos agentes tendo os dois caído. O agente teve de receber assistência médica”, acrescentou a mesma fonte.

 

O suspeito foi detido e está agora acusado de agressão a agente da autoridade. Está também acusado de recusa em identificar-se, de abandonar local de acidente, e de não tem inspeção periódica obrigatória em dia.

 

O caso passou para a alçada da Guardia Civil, que tomou conta da ocorrência.

 

 

 

[Fotografia: Arquivo/Alfredo/Jornal Telemariñas]

Últimas