PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Galiza

Primeira associação empresarial transfronteiriça formada pelo norte e Galiza

10 Abril, 2013 - 17:29

72

0

O presidente da Associação Industrial do Minho (AIM) vai liderar a associação empresarial transfronteiriça da eurorregião Galiza e norte de Portugal, a primeira do género criada na União Europeia, foi hoje anunciado.

O presidente da Associação Industrial do Minho (AIM) vai liderar a associação empresarial transfronteiriça da eurorregião Galiza e norte de Portugal, a primeira do género criada na União Europeia, foi hoje anunciado.

A eleição de António Marques para presidente do Centro de Cooperação Transfronteiriça (Cecontran) foi feita na primeira assembleia-geral daquela entidade, realizada na sede da Confederação de Empresários de Pontevedra (CEP) em Vigo, na Galiza, Espanha.

Esta entidade, garantem as associações empresariais promotoras, pretende “dar mais um passo” nas “tradicionais” relações empresariais entre aquela região autónoma espanhola e o norte de Portugal, agora com uma “personalidade jurídica própria”.

Segundo informação da CEP, a Cecotran é a primeira entidade transfronteiriça constituída por empresários na União Europeia.

A promoção de projetos europeus em conjunto, o fomento da internacionalização e o impulso a iniciativas de dinamização empresarial comuns ou ainda a inovação para o crescimento, são alguns dos propósitos desta nova entidade transfronteiriça.

Do lado português integram a Cecotran a Associação Empresarial de Viana do Castelo e a AIM, cujo presidente assegurará a presidência desta entidade, em regime de rotação.

A preparação do próximo quadro comunitário de apoio, no âmbito daquela eurorregião, é um dos temas que vai merecer a intervenção dos dirigentes da Cecotran.

O plano de atividades, também hoje aprovado, prevê quatro objetivos a concretizar em 2013, nomeadamente a realização de um fórum sobre financiamento transfronteiriço e a criação dos prémios “Cecotran”.

A integração na comunidade de trabalho da eurorregião norte de Portugal e Galiza, bem como a realização de missões empresariais conjuntas são outras metas fixadas pelos empresários para este ano.

Últimas