PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

País

País: GNR vai estar mais atenta ao transporte de mercadorias perigosas

10 Outubro, 2022 - 10:10

241

0

Trânsito.

A GNR vai realizar em todo o território nacional, entre esta segunda-feira e o próximo domingo, uma operação de fiscalização seletiva de transportes rodoviários de mercadorias perigosas, orientando as ações de fiscalização para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifique um maior volume de tráfego deste tipo de veículos.

 

Esta operação decorre no âmbito da ROADPOL e do Euro Contrôle Route (ECR), um grupo Europeu de Inspeção de Transportes que tem por objetivo melhorar a segurança rodoviária e a sustentabilidade, a concorrência leal e as condições de trabalho no transporte rodoviário.

 

Por sua vez, a RoadPol é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e o cumprimento das normas rodoviárias.

 

No final de 2021, a GNR tornou-se membro da RoadPol, passando a integrar no seu planeamento operacional, as operações planeadas pela referida organização.

 

No âmbito do planeamento anual efetuado pela RoadPol e pelo ECR, a GNR realiza uma operação de fiscalização direcionada para veículos pesados com o objetivo de melhorar a segurança rodoviária, a sustentabilidade, a concorrência e as condições de trabalho em transporte rodoviário, através do cumprimento dos regulamentos existentes.

 

“Com esta ação, pretende-se também sensibilizar a sociedade, para a importância da adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores profissionais, tendo em vista a promoção da segurança rodoviária e a salvaguarda de vidas humanas”, explica a GNR. 

 

“O aumento da concorrência no setor dos transportes rodoviários, torna-o mais suscetível à prática de irregularidades, em detrimento da segurança rodoviária, pelo que as ações de controlo de veículos pesados de mercadorias e passageiros, tem em vista a deteção de irregularidades ao nível das condições de transportes de mercadorias perigosas, condições técnicas e segurança da carga com o objetivo de melhorar a segurança rodoviária”, acrescenta.

 

 

[Fotografia: DR]

Últimas