PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

1

0

País

País: Fechar mais cedo? Hipermercados já deram opinião

23 Agosto, 2022 - 09:56

1791

0

Plano de Poupança de Energia.

A ideia de reduzir horários e fechar lojas mais cedo não está a agradar os hipermercados. Recorde-se que esta proposta foi lançada pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), que disse esta segunda-feira estar disponível para discutir a redução dos horários de funcionamento dos estabelecimentos, superiores à média europeia, em resposta ao pedido de contributos para o Plano de Poupança de Energia.

 

Em declarações ao jornal i, o diretor-geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), Gonçalo Lobo Xavier, garante que “a redução de horários é uma ideia populista e não contribui para a redução eficaz de consumo de energia e para o equilíbrio económico-financeiro do setor do retalho, como, aliás, se passa noutros setores da economia portuguesa”.

 

“Neste momento não parece relevante copiar ideias que podem ser importantes em outros Estados Membros da União Europeia, mas que não têm aplicação no contexto nacional”, refere.

 

O responsável lembra que, no imediato, o setor já tomou medidas para a redução do consumo de energia.

 

“São exemplo disso a instalação de equipamentos de elevada eficiência energética, em particular tecnologias de refrigeração, arcas congeladoras, instalação de portas murais refrigeradas nos móveis de frio, implementação de sistemas de monitorização de consumos, ou ainda a adoção de iluminação eficiente”, lembrando que o retalho tem desenvolvido investimentos para contribuir para a produção de energia mais limpa, autoconsumo e distribuição na rede.

 

A APED deixou ainda recados ao Governo.

 

“É preciso que o Governo agilize estes processos do ponto de vista da burocracia associada e apoios financeiros. O caminho tem de ser de sustentabilidade a médio prazo. Medidas de curto prazo aplicáveis noutras geografias, como é o caso da redução de horários, não são a solução para um país e um setor que tem dado respostas a todos os desafios dos últimos anos e está há muito tempo preocupado com esta questão, quer do ponto de vista da eficiência, quer do ponto de vista da sustentabilidade”, acrescentou Lobo Xavier.

 

 

[Fotografia: Ilustrativa/DR]

Últimas