PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

País

País: Deputados portugueses ganham mais 700 euros que os espanhóis

11 Abril, 2023 - 10:43

883

0

Economia.

Os deputados portugueses na Assembleia da República ganham mais que os espanhóis. Diferença? 700 euros.

 

A certeza é dada esta terça-feira pelo Polígrafo, que confirmou uma publicação que tem vindo a circular nas redes sociais.

 

“Na Espanha, os reformados vão ter um aumento de 8,5%, onde as reformas são mais altas do que neste país. Nem todos os socialismos são iguais. O salário mínimo em Portugal é muito inferior ao salário mínimo na Espanha, mas os vencimentos dos deputados portugueses são cerca de 700 euros superiores aos dos deputados espanhóis“, lê-se nessa publicação.

 

“Já nem falamos do preço dos combustíveis, do valor do IVA, do preço dos medicamentos, etc. Parece que o socialismo espanhol é diferente do socialismo português”, acrescenta.

 

Conferiu o Polígrafo que, por cá, de acordo com o Estatuto Remuneratório dos deputados à Assembleia da República (pode consultar aqui), o vencimento mensal ilíquido no ano de 2023 cifra-se em 3.938,27 euros, tendo em conta uma “redução a título excecional de 5% (196,91 euros)” em vigor.

 

Acrescido de despesas de representação, a remuneração total ilíquida ascende a valores entre 4.135,19 e 4.725,93 euros, dependendo das funções exercidas por cada deputado (e não incluindo nestas contas o Presidente da Assembleia da República, com valores bastante mais elevados, nem os deputados em regime de não exclusividade que não acedem a despesas de representação).

 

 

 

 

 

Por seu lado, nas Cortes Gerais de Espanha (em 2022, pois os valores de 2023 ainda não estão disponíveis), os deputados auferem uma remuneração base mensal de 3.050,62 euros, valor ao qual também acrescem diversos abonos ou suplementos (pode conferir aqui).

 

Entre os abonos ou suplementos, destaque para uma forma de “indemnização mensal” que ascende a 935,37 euros para os deputados de Madrid e a 1.959,62 euros para os deputados de outras províncias espanholas.

 

Conclui o Polígrafo que ao nível do vencimento base ilíquido a diferença é mesmo superior a 700 euros.

 

 

[Fotografia: DR]

Últimas