PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Paredes de Coura

P. Coura: Vem aí o Vira Fest, ‘Ler Cinema’ e diálogos com criadores

20 Março, 2024 - 01:39

94

0

Agenda cultural recheada em Paredes de Coura.

Tendo o Vira Fest como ‘cabeça de cartaz’, a oferta de Paredes de Coura para este fim de semana não se esgota neste intercâmbio entre alunos, professores e profissionais da música que tão bem caracteriza este encontro de escolas e projetos de educação musical de Portugal e Galiza.

 

A semana completa-se com Ler Cinema e a longa-metragem “Autografia”, sobre o percurso e a individualidade do pintor e poeta Mário Cesariny, mas também o ‘Regresso ao Parnaso’, o Ciclo Cultural promovido pelo Centro Mário Cláudio e que coloca em diálogo criadores contemporâneos de várias artes – um escritor, um artista plástico, um músico e um leitor de textos.

 

O Vira Fest, neste fim de semana 23 e 24 de março, inclui conversas, showcases e concertos, procurando ser um espaço de troca de experiências e boas práticas de educação musical, onde também se reflete sobre os diferentes percursos que a música tem para oferecer aos jovens e à comunidade.

 

Tendo por referência a Escola de Rock, como escola anfitriã, e promovido pela Associação Cultural Rock’n’Cave conjuntamente com o Município de Paredes de Coura, o Vira Fest conta com os contributos do Serviço Educativo da Casa da Música, Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE-Politécnico do Porto), a SonDeSeu – Orquestra Folk de Galicia/ETRAD, Academia de Artes de Chaves, Academia de Música de Castelo de Paiva, combos provenientes da RockSchool Porto e da Academia Valentim de Carvalho (Porto) e grupos formados em escolas dedicadas a géneros musicais variados como A Casa do Rock Santiago de Compostela, o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga e Escola Estúdio de Pejão.

 

Ler Cinema com Miguel Gonçalves Mendes

Já o Ler Cinema conta esta quinta-feira, 21 de março, pelas 21h00, com a presença do realizador Miguel Gonçalves Mendes, que nos ajudará a ler o documentário que retrata a vida, o percurso e a individualidade de Mário Cesariny para além do pintor e poeta.

 

O poema “autografia” serve de mote e fio condutor – é a partir dele que nascem as questões para as respostas que estabelecem o diálogo entre quem vê e quem é retratado.

 

O trabalho de Cesariny é exposto na sua intimidade, sujeito à nossa interpretação, numa espécie de respigar de citações e conteúdos que nos permitem uma apropriação de Mário Cesariny num filme intimista.

 

Antecede ‘Autografia’ a curta-metragem ‘Agouro’, assinada por David Doutel e Vasco Sá, e que nos transporta para um inverno rigoroso que congela a superfície de um rio junto à casa onde vivem dois primos. Envolta no vento gelado que se levanta naquele dia, a rudeza da relação entre os dois cresce, atingindo o limite.

 

Regresso ao Parnaso

O poeta Jorge Velhote, a escultora Susana Piteira, o músico Victor Afonso e a leitora Romi Soares são os intervenientes na sessão do Ciclo Cultural, ‘Regresso ao Parnaso’, promovida para a tarde deste sábado pelo Centro Mário Cláudio, em Venade.

 

Estas sessões, com periodicidade trimestral, procuram colocar em diálogo criadores contemporâneos de várias artes – um escritor, um artista plástico, um músico e um leitor de textos.

 

Regresso ao Parnaso’ tem como objetivo “homenagear um escritor vivo (poeta ou ficcionista), explorando o diálogo entre a sua obra e a criação de outros artistas presentes – um artista plástico e um músico”, refere a autarquia.

 

 

[Fotografia: Arquivo/Município Paredes de Coura]

Últimas