PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

0

0

Destaques
Paredes de Coura

P. Coura: Resende inaugurou nova Casa Mortuária – Veja as FOTOS

1 Agosto, 2021 - 18:34

34

0

PUB Foram inauguradas este sábado as obras de requalificação do edifício da antiga sede da Junta de Freguesia de Resende, em Paredes de Coura. O espaço é agora a nova Casa […]

PUB

Foram inauguradas este sábado as obras de requalificação do edifício da antiga sede da Junta de Freguesia de Resende, em Paredes de Coura. O espaço é agora a nova Casa Mortuária daquela localidade.

A obra resultou de um investimento da Junta da União de Freguesias de Paredes de Coura e Resende aproximado de 30 mil euros que contou com o apoio do Município local, com 8 mil euros.

“Resende era uma das poucas freguesias do concelho de Paredes de Coura que não tinha casa mortuária. Esta era uma necessidade há muito sentida e manifestada pela população. Os velórios realizavam-se então na Capela da Senhora da Piedade, um espaço muito pequeno, pouco acolhedor, e na qual o espaço envolvente também não estava adaptado aos dias de chuva ou intenso calor”, disse à Rádio Vale do Minho a presidente da Junta, Cláudia Pires de Lima.

A inauguração do espaço realizou-se ao final da tarde, numa cerimónia restrita mas que contou com a presença – para além da presidente da Junta – do presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura, Vítor Paulo Pereira, do Padre Domingos Costa, do empreiteiro Américo Pinto, das Oficinas Pinto Construções, Lda. e do arquiteto responsável pelo projeto, Filipe Sousa.

O novo espaço é composto por sala mortuária, sala de apoio à família (para maior privacidade dos familiares, equipada com uma pequena banca de cozinha), casas de banho, hall de entrada amplo, alpendre para proteger da chuva e vento permitindo a entrada de uma viatura fúnebre, equipada com ar condicionado e extração de ar.

 

Veja as fotos [créditos: Junta UF Paredes de Coura e Resende]

 

“Resende tem agora um espaço condigno para velar os seus defuntos, quer sejam crentes, ateus ou agnósticos”, congratulou-se Cláudia Pires de Lima.

“Este espaço,  é um espaço simples, que foi pensado e cuidado para transmitir tranquilidade e paz àqueles que aqui vêm prestar uma última homenagem aos seus entes queridos. Nos momentos de dor, que este seja um local que facilite a gestão das emoções e que transmita a serenidade necessária. Não importa o tempo que está para trás, Resende tem, desde hoje, uma casa mortuária”, prosseguiu a autarca socialista.

“Era impossível terminar o nosso mandato sem darmos a Resende algo há tanto tempo reclamado. Ei-la, é de Resende!”, concluiu.

 

PUB

Últimas