PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

2

0

Paredes de Coura

P. Coura: Castelhanos confundiram vacas com homens… e fugiram ‘a sete pés’ – Foi há 360 anos

10 Agosto, 2022 - 00:20

1201

0

Efeméride.

Corria a madrugada de 10 de agosto de 1662. No país vizinho, Filipe IV, não andava nada satisfeito após a reconquista da independência por parte dos portugueses em 1640.

 

Na esperança de reverter a situação, os espanhóis vinham realizando sucessivas investidas. Uma delas, conta a lenda, aconteceu em Paredes de Coura.

 

As tropas castelhanas concentraram-se às portas daquela vila vila alto-minhota a 9 de agosto. Tudo parecia a postos para tomar esta praça no dia seguinte… e a tarefa adivinhava-se fácil, pois os espanhóis sabiam que a povoação não tinha grande número de habitantes.

 

 

Algo impensável

Durante a madrugada, enquanto a maior parte do exército inimigo dormia, sentinelas castelhanos vigiavam as encostas.

 

Foi então que um deles, a partir de um lugar onde atualmente é a freguesia de Cunha, avistou algo impensável: centenas, possivelmente milhares de tochas na escuridão da noite.

 

Ora… isto evidenciava um imenso exército a progredir no terreno.

 

O alarme soou nas tropas castelhanas. Atordoados, questionavam-se como era possível os portugueses terem reunido ali um exército tão grande. Mas era urgente tomar decisões… e reinou a prudência: bateram em retirada.

 

Pela manhã um grupo de soldados portugueses, ao serviço de D. Afonso VI, apercebeu-se da debandada do inimigo. Terão ficado também eles, evidentemente surpreendidos.

 

No entanto, reza a lenda, encontraram manadas de gado com tochas amarradas aos cornos que erravam pelo monte.

 

Durante a noite, terá dado a ilusão aos castelhanos de que se tratavam de homens. E, ainda por cima, cada animal valia por dois.

 

Até hoje, ainda ninguém deu explicação sobre quem teve tão brilhante ideia.

 

O povo, diz-se, acredita que a vitória dos portugueses foi um milagre de S. Lourenço cuja data no calendário da Igreja Católica que lhe é atribuída é precisamente o dia 10 de agosto.

 

Desde então, o Feriado Municipal de Paredes de Coura passou a comemorar-se nesta data, em homenagem ao Santo Protetor. De referir que, na freguesia de Cunha, existe a Capela de S. Lourenço.

 

 

Capela de S. Lourenço, em Cunha
[Fotografias: Arquivo/Cecília Pereira Grupo FB Terra amada]

 

 

Medalhas aos “mais notáveis filhos da terra”

Paredes de Coura vai assinalar esta quarta-feira o Feriado Municipal com uma cerimónia evocativa que vai decorrer pelas 15h00 no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Nesta sessão decorrerá a “entrega de medalhas a alguns dos mais notáveis filhos da terra”, descreve a autarquia em nota enviada.

 

À noite, como habitualmente e integrada no programa das Festas do Concelho, há a tradicional Noite de Fados com Katia Guerreiro, no adro da Capela do Espírito Santo, a partir das 22h00.

 

 

[Fotografia: Ilustrativa/DR]

Últimas