PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Ponte da Barca

P. Barca: PS acusa maioria PSD de “retaliações políticas frequentes” na freguesia de Lindoso

3 Maio, 2023 - 20:31

811

0

Em causa, um “apelo público” lançado pela Junta de Freguesia de Lindoso.

O PS Ponte da Barca acusa a maioria PSD no Executivo Municipal de “retaliações políticas frequentes na freguesia de Lindoso”.

 

Em causa, está um “apelo público” lançado pela Junta de Freguesia de Lindoso, ao qual a Rádio Vale do Minho teve acesso.

 

No documento, a Junta de Lindoso pede para que sejam concluídas prometidas obras na localidade de Cidadelhe.

 

“Os trabalhos compreendidos no protocolo com o Município de Ponte da Barca relativo à colocação da 1.ª fase do saneamento e da responsabilidade da Junta de Freguesia de Lindoso foram efetuados e finalizados em março de 2021, conforme é conhecimento da generalidade da população residente em Cidadelhe e do Empreiteiro”, lê-se.

 

“Até à presente data, o Município de Ponte da Barca não pagou integralmente os valores protocolados com a Junta de Freguesia de Lindoso. No entanto, muito mais grave, a Câmara Municipal de Ponte da Barca não deu início atempado à execução dos trabalhos compreendidos na candidatura do NORTE2020″, refere o documento.

 

“A suspensão dos trabalhos pela Câmara Municipal de Ponte da Barca, com incumprimento dos prazos da candidatura, antes e após as eleições autárquicas de 2021, constitui uma deplorável conduta política que castiga injustamente a população, sobretudo a que se tem de deslocar da Estrada Nacional 204 ao Fundo do Eido, em Cidadelhe”, considera a Junta nesse documento.

 

O Executivo de Lindoso não mostra dúvidas de que se trata de “uma deplorável vingança política que perto do final do ano de 2022, quando já tinha ocorrido um sinistro rodoviário e existia risco de perda do financiamento a 85%, desencadeou uma triste encenação do PSD de Ponte da Barca”.

 

Em comunicado, os socialistas de Ponte da Barca mostram-se solidários com a indignação daquela Junta de Freguesia e recordam em comunicado que “ainda recentemente para satisfação de um particular a Câmara Municipal demoliu um muro construído num prédio propriedade da freguesia de Lindoso e fez caminhos em terrenos públicos propriedade da freguesia de Lindoso, tendo ido contra as sentenças dos tribunais transitadas em julgado”.

 

“O Presidente da Câmara de Ponte da Barca não pode estar constantemente a instrumentalizar os eleitos locais através de promessas de obra com dinheiros públicos em troco de vídeos de apoio político como aconteceu nas últimas autárquicas”, atira a equipa liderada por Pedro Lobo.

 

“O atual cenário político é de total falta de transparência e liberdade de expressão. O PS de Ponte da Barca exige maior respeito e preocupação com as populações de todas as freguesias do concelho e não uma governação municipal de arranjinhos e favores pessoais à custa do erário público”, concluem os socialistas.

 

 

 

[Fotografias: DR]

Tópicos:

#Política

Últimas