PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

País

Numa colisão frontal (a 50Km/h) um condutor sem cinto sofre impacto equivalente a queda de terceiro andar

4 Abril, 2024 - 14:57

229

0

Campanha vai prolongar-se até 11 de abril.

Arranca esta sexta-feira dia 5 de abril a campanha de segurança rodoviária Cinto-me Vivo.

 

Está inserida no Plano Nacional de Fiscalização (PNF) de 2024 e levada a cabo em parceria pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP).

 

Vai prolongar-se até 11 de abril

 

“A campanha tem como objetivo alertar condutores e passageiros para a importância de utilizarem sempre, e de forma correta, os dispositivos de segurança”, sinalizam os parceiros, que relembram que “numa colisão, um veículo para numa fração de segundo. Mas os ocupantes, caso não usem cinto de segurança, continuam a seguir na direção do movimento com uma velocidade igual à que seguia o veículo no instante inicial do acidente. Numa colisão frontal a 50 km/h, um condutor com 70kg, sem cinto de segurança, sofre um impacto equivalente a uma queda livre de um terceiro andar”.

 

“O uso do capacete de modelo aprovado, devidamente apertado e ajustado, reduz em 40% o risco de morte em caso de acidente. Está igualmente comprovado que a utilização correta de cadeirinha homologada e adaptada ao tamanho e peso da criança, reduz em 50% o risco de morte. Em crianças até aos 18Kg, a utilização de uma cadeirinha voltada para a retaguarda, combinada com a utilização de cinto de segurança, reduz até 90% o risco de lesões graves ou morte.”, referem.

 

 

Assim, a campanha Cinto-me Vivo integrará:

  • “Ações de sensibilização da ANSR em território continental e dos serviços das administrações regionais dos Açores e da Madeira;
  • Operações de fiscalização pela GNR e pela PSP, com especial incidência em vias e acessos com elevado fluxo rodoviário e de acordo com o PNF 2024, por forma a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores no que diz respeito à correta utilização dos dispositivos de segurança”.

 

A ANSR, a GNR e a PSP “relembram que a utilização dos dispositivos de segurança é fundamental e apelam a todos para que os utilizem de forma correta”, tais como:

  • “Utilize sempre uma cadeirinha homologada, devidamente instalada, e adaptada à altura e peso da criança;
  • Utilize sempre o cinto de segurança, em todos os lugares do veículo, e em todos os percursos, mesmo nos de curta distância;
  • Utilize o capacete de modelo aprovado, devidamente ajustado e apertado.”

 

“Esta é a quarta das 12 campanhas de sensibilização e de fiscalização planeadas para este ano no âmbito do PNF de 2024. Até ao final do ano serão realizadas mais oito campanhas, uma por mês, com ações de sensibilização e de fiscalização” por todo o país, referem.

 

“As campanhas inseridas nos planos nacionais de fiscalização são realizadas anualmente pela ANSR, GNR e PSP, desde 2020, com temáticas definidas com base nas recomendações europeias estabelecidas para cada um dos anos”, sendo que “o PNF de 2023 consagrou como prioritários os temas: Velocidade, Álcool, Acessórios de segurança e Telemóvel”.

 

 

 

[Fotografia: Ilustrativa/DR]

Últimas