PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

2

0

Monção

Monção viu “um tesouro cultural de valor incalculável” [FOTOS e VÍDEO]

25 Setembro, 2022 - 02:12

9509

0

Desfile Nacional do Traje Popular Português.

“Um tesouro cultural de valor incalculável”. Foi a definição encontrada pelo Presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, após uma noite que considerou “memorável” para o concelho.

 

Uma autêntica multidão encheu a envolvente da Estátua da Danaide, no Largo do Loreto, em pleno centro histórico da vila para assistir à 25ª edição do Desfile Nacional do Traje Popular Português. Um evento inédito em Monção e que prometia mais de 1.200 participantes a desfilar naquela rotunda.

 

As expetativas não foram defraudadas. Bem pelo contrário… muito mais do que um desfile de trajes, o evento tornou-se uma impressionante lição de história e de valorização do património etnográfico português.

 

Dividido em diferentes quadros, o evento foi mostrando não só os trajes emblemáticos de todas as regiões etnográficas do País, como também usos, costumes, tradições e ofícios de outros tempos.

 

Pela passadeira vermelha passaram também as fases da vida e como eram vividas no século XIX e princípio do século XX, nomeadamente a infância, o namoro, o casamento e até a própria morte.

 

De quadro em quadro, o público aplaudia deslumbrado com o empenho, o esforço, a dedicação e rigor irrepreensível apresentados.

 

Tudo sempre ao som da tocata, que foi constituída por agrupamentos folclóricos de Monção, nomeadamente, o Grupo Folclórico das Lavradeiras de São Pedro de Merufe, o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Barbeita, a Associação Sociocultural e Recreativa de Pinheiros, a Associação “Os Moleirinhos do Gadanha”, e o Grupo de Danças e Cantares de Mazedo.

 

 

Barbosa: “Monção conhece as suas tradições”

“Obrigado do fundo coração por terem vindo e terem feito tantos quilómetros para festejar a cultura popular e aquilo que tão importante fazemos no nosso país!”, agradeceu o Presidente da Câmara aos participantes no início do evento.

 

“Uma terra e um povo que não reconhece a sua identidade e de onde vem, não conhece o presente e não sabe para onde vai. Monção conhece as suas tradições! Irá continuar a apostar nelas e a todos os que acreditam que é a partir daqui que podemos continuar a transformar um país que é Portugal e que tem muito para dar ao mundo”, garantiu Barbosa.

 

 

 

Veja a nossa galeria de fotos:

 

 

André Caldas: “Todas as gerações têm o dever de transportar para o futuro a memória de um povo”

O evento contou com a presença do Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, André Caldas. Em declarações aos jornalistas, o governante destacou “uma forma muito inteligente de honrarmos a nossa cultura, os nossos regionalismos e as nossas tradições populares”.

 

Questionado sobre o papel do folclore na cultura portuguesa, André Caldas qualificou-o de “absolutamente fundamental, por forma a que não percamos as nossas raízes”. “É daqui que nós vimos e todas as gerações têm o dever de continuar a transportar para o futuro aquilo que é a memória de um povo”, sublinhou.

 

 

Daniel Café: “Monção é um concelho carregado de património”

Visivelmente satisfeito com o ambiente ao redor, o Presidente da Federação do Folclore Português, Daniel Café, destacou desde logo “Monção como um concelho carregado de património, de memórias e de também de um trajar muito específico”.

 

“Depois de dois anos de pandemia este foi, por isso, o local ideal para retomarmos este grande certame”, considerou.

 

Durante mais de duas horas, e conforme foi referido, desfilaram pela passerele mais de 1.200 participantes vindos de todo o país. Nas bancadas, gente de todas as idades. E… no final, o evento terminou assim:

 

 

Veja o vídeo:

 

 

Questionado sobre onde vai realizar-se a edição do próximo ano, Daniel Café disse que ainda não está decidido “mas deverá ser no centro do País”.

 

O Desfile Nacional do Traje Popular Português tem como objetivo a divulgação e valorização do modo de trajar do povo português nas últimas décadas do século XIX e primeiras do século XX, bem como a promoção da arte, riqueza e diversidade do traje nacional.

 

É uma iniciativa organizada pela Federação do Folclore Português. A edição deste ano contou com o apoio da Câmara Municipal de Monção e da Fundação INATEL.

 

 

[Fotografias capa: Rádio Vale do Minho]

Últimas