PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Autárquicas

Monção: PS já entregou listas de candidatos no Tribunal – Socialistas acusam PSD de «despesismo»

3 Agosto, 2017 - 12:10

127

0

Campanha do PSD debaixo de fogo cerrado socialista.

A candidatura do PS Monção às próximas eleições autárquicas entregou esta quinta-feira, no Tribunal local, as listas dos respetivos candidatos à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia. Da comitiva fizeram parte os cabeças-de-lista à Câmara e Assembleia Municipal, Augusto Domingues e José Emílio Moreira, respetivamente. Acompanharam António Simões, atual presidente da Assembleia Municipal, e Manuel José Oliveira, coordenador da Comissão Política Concelhia do PS Monção.
À saída, foi precisamente o coordenador da Comissão Política socialista que falou à Rádio Vale do Minho. De sorriso no rosto, Manuel José Oliveira mostrou grande confiança para o próximo dia 1 de outubro. “O Partido Socialista está a avançar com uma estratégia muito bem delineada. Temos equipas muito fortes, um grande potencial e uma garra enorme!”, considerou o dirigente. “Estamos muito bem preparados e muito bem estruturados para vencer estas eleições. Não tenho dúvidas nenhumas!”, salientou.
Apesar da confiança, o PS – contrariamente aos sociais-democratas – está mais silencioso. A ação mais mediática, recorde-se, remonta ao passado dia 15 de junho em que o partido apresentou Augusto Domingues como candidato à Câmara Municipal. Questionado sobre esta matéria, Manuel José Oliveira diz que tudo isso já faz parte do «guião» socialista e abriu fogo à direita. “O PS trabalha de uma forma diferente. Não gostamos muito de show-off! Não estamos aqui para passar uma imagem despesista”, disparou. “Estamos a trabalhar para os monçanenses com uma ideia muito concreta e um projeto muito sério. Temos uma ideia muito firme daquilo que queremos e temos de passar esta mensagem de uma forma sincera e honesta. Sem show-off!”, continuou ainda com a campanha social-democrata na mira. “Queremos mostrar aos monçanenses que somos rigorosos na gestão financeira da subvenção que o Estado dá para as campanhas eleitorais. Não ultrapassamos o valor das subvenções que nos são atribuídas. Os recursos têm de ser geridos dentro do expectável”, sublinhou o líder da concelhia socialista.

“Quem precisa de bóia é o PSD”

Das últimas semanas, tem vindo a ficar na retina o vasto leque de críticas e reprovações feitas pelo PSD à atual gestão socialista da Câmara de Monção. Das mais fortes, destaca-se a rotulagem de “bóia de salvação” feita pelo candidato do PSD ao candidato socialista à Assembleia Municipal. “Hoje temos um candidato do PS à Assembleia Municipal que se chama José Emílio Moreira. Para quem não sabe, é o antigo presidente de Câmara. E eu faço a pergunta aos que aqui estão: Porque é que o ex-presidente da Câmara de Monção assume a candidatura à Assembleia Municipal?”, questionou recentemente António Barbosa numa ação de campanha do PSD. “Penso que a resposta é muito simples. O PS percebe hoje que muito dificilmente ganhará a Câmara! E porque sente que está a afogar-se, foi buscar a «bóia» que é o Dr. José Emílio Moreira. Só que o problema é que vão todos afogar-se em conjunto!”, assegurou o candidato do PSD. “Esta é a prova mais evidente do falhanço da governação dos últimos quatro anos. Caso contrário, o Eng. Augusto Domingues nunca teria ido buscar esta «bóia de salvação», um «peso pesado» que lhe vai tirar algum brilho em termos de campanha eleitoral. Isto só está a ser feito porque o náufrago já percebeu que é náufrago”, finalizou.
Na resposta, já esta quinta-feira, o coordenador da Comissão Política do PS Monção sorriu. “Penso que neste momento é o PSD quem precisa de uma bóia. Tomara o PSD ter uma personalidade como é o nosso antigo presidente de Câmara, Dr. José Emílio. Isso deve incomodá-los bastante!”, atirou Manuel José Oliveira. “Trata-se, acima de tudo, de trazer a experiência de um anterior presidente de Câmara e juntá-la com a do atual, Augusto Domingues, que tem feito um trabalho excelente”.

Grande arranque do PS marcado para 1 de setembro

Apesar de mais silenciosos, os socialistas de Monção prometem «partir a loiça» no próximo dia 1 de setembro. A Rádio Vale do Minho sabe já que a praça Deu-la-Deu, em pleno centro histórico, será o palco onde o PS irá apresentar oficialmente todos os rostos da candidatura. “Será uma grande festa de apresentação dos candidatos à Câmara Municipal, à Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia. Vai ser também nesse dia que vamos apresentar a nossa estratégia para Monção. É a partir desse dia 1 de setembro que o PS vai focar-se na campanha eleitoral”, adiantou Manuel José Oliveira. “Nesta altura estamos numa fase de preparação. Com tempo… com serenidade. No dia 1 de setembro teremos uma festa muito bonita virada para os candidatos, para todas as famílias, para os monçanenses, acreditando que vamos vencer e fazer outro bom mandato”, finalizou.
Em 2013, para a Câmara Municipal de Monção, o PS obteve 37,96% dos votos. O PSD ficou logo atrás com 37,92%. As próximas eleições autárquicas realizam-se no dia 1 de outubro.

Últimas