Menu

+

0

0

Monção

Monção pode ter sido ‘berço’ de um navegador dos Descobrimentos

25 Fevereiro, 2023 - 08:39

2922

1

História.

Diogo Cão, lendário navegador da época dos Descobrimentos Portugueses e a quem se atribui a descoberta de Angola e do Congo, pode ter nascido em Monção.

 

Segundo o suplemento Património do jornal Diário do Minho do passado dia 19 de fevereiro, “vários historiadores” afirmam que a freguesia de Sá, naquele concelho, é a terra onde nasceu aquele navegador cuja data de nascimento é apontada para o ano de 1440.

 

Na obra Portugal Antigo e Moderno, de Augusto Pinho Leal, citada por aquele jornal, lê-se que foi n’esta freguesia o solar dos Cãos, a cuja família pertencia Diogo Cão da Nóbrega, descobridor de Angola e Congo em 1485, e um dos criados do Conde D. Henrique (o de Sagres)“.

 

Há também os que apontam a cidade de Vila Real como naturalidade deste navegador.

 

No entanto, refere a mesma obra citada pelo Diário do Minho que “supõe-se que esta família se uniu à dos Noronhas, Marquezes de Villa Real. As propriedades que a família Cão teve nesta freguesia [Sá] forma divididas por diversos lavradores“.

 

 

Diogo Cão descobriu Angola e Congo

[Imagem: DR]

 

 

 

Diogo Cão é citado em diversas obras artísticas, como n´Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões ou no poema Padrão constituinte da obra Mensagem de Fernando Pessoa.

 

O navegador é personagem também no romance As Naus, de António Lobo Antunes.

 

Foi também o primeiro navegador a utilizar um padrão de pedra no ato da marcação.

 

 

 

Diogo Cão representado no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa

[Fotografia: DR]

 

 

 

Diogo Cão morreu em 1486.

 

 

[Fotografia capa: DR]

Tópicos:

#História

Últimas