PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

1

3

Monção

Monção: Momentos de aflição em Lara – Chamas ameaçam anexos [FOTOS]

22 Agosto, 2022 - 15:46

2484

0

Incêndio.

[atualizada 15h59 – com mais informação]

 

Vivem-se momentos de aflição na freguesia de Lara, em Monção. Habitações estão a salvo, mas as chamas continuam e – apurou a Rádio Vale do Minho – já se aproximaram de anexos onde são guardados tratores e até mesmo animais.

 

Munida de mangueiras, a população ajuda os bombeiros no combate às chamas e tenta proteger os seus bens.

 

Os ventos instáveis que se fazem sentir estão a dificultar as operações.

 

 

Veja as fotos [cedidas à Rádio Vale do Minho]

 

 

 

Recorde-se que este incêndio lavra há 24 horas consecutivas e segue descontrolado.

 

De acordo com a Proteção Civil, deflagrou na freguesia de Lapela às 15h38 deste domingo. Desde então, alastrou-se às freguesias limítrofes, nomeadamente Lara, Friestas (Valença), e Pias.

 

 

Reacendimento em Cambeses

Recorde-se que esta segunda-feira foi também marcada por um reacendimento do incêndio florestal que deflagrou este domingo, com alerta às 14h47, na freguesia de Cambeses, em Monção. O fogo foi dado praticamente como extinto ao final da noite. Porém, ao início da tarde e com alerta registado às 13h15, o fogo ganhou maiores proporções.

 

Ao local acorreram 33 operacionais apoiados por oito viaturas e um meio aéreo.

 

O fogo está já dominado. Estão agora no local 19 operacionais, apoiados por seis viaturas.

 

Sobre as razões deste reacendimento, a população local aponta sobretudo os ventos mais fortes que se fazem sentir na zona.

 

 

Labaredas, vindas de reacendimento em Cambeses, assustam na freguesia de Sago

[Fotografia: Maria Novás]

 

 

Fogo de Lapela com frente de mais de 600 metros de extensão

À Rádio Vale do Minho, o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Monção assegurou que para já não há danos em habitações nem quaisquer vítimas a registar. À semelhança do Presidente da Câmara Municipal, José Passos também se mostra convencido de que este fogo tem mão criminosa.

 

A única frente do incêndio, referiu, tem cerca de 600 metros de extensão. “Está a lavrar em pinhal novo com acessos difíceis e isso está a dificultar as tarefas”, disse o Comandante à Rádio Vale do Minho.

 

No combate às chamas estão 120 operacionais, 35 viaturas apoiados por quatro meios aéreos.

 

 

[Fotografias capa: Cedidas à Rádio Vale do Minho]

Últimas