PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

3

2

Monção

Monção: Milhares viram Xutos fechar “melhor Feira do Alvarinho de sempre”

2 Julho, 2023 - 21:23

8527

0

Xutos&Pontapés na Feira do Alvarinho.

Milhares de pessoas assistiram este domingo ao concerto dos Xutos&Pontapés na Feira do Alvarinho de Monção.

 

Uma multidão imensa que saiu de sorriso aberto, tendo em conta que a banda foi extremamente generosa com o público – um alinhamento diferente, mais rico, e onde tocaram quase todos os temas mais emblemáticos de 40 anos de carreira.

 

Entraram com o tema Esquadrão da Morte. Daí em diante, uma autêntica cambalhota na setlist surpreendeu tudo e todos.

 

Pelo palco passaram, entre outros, os temas Remar Remar, Circo de Feras, N’ América e Chuva Dissolvente onde o pequeno Manuel, com apenas 10 anos, de Valença, subiu ao palco e teve a experiência de tocar com os Xutos.

 

Se a tarde era de calor… aqueceu mais. Finalmente um dos temas mais aguardados – Contentores.

 

 

Veja o vídeo:

 

 

 

 

Zé Pedro, guitarrista da banda falecido em 2017, foi lembrado por diversas vezes. Sobretudo no tema Mar de Outono, o último que o guitarrista gravou. Mas houve também Não Sou o Único e Salve-se Quem Puder.

 

“Esta música é dedicada a Monção!”, disse Tim antes de arrancar com o tema Esta Cidade.

 

O concerto caminhava a passos largos para o final. A multidão já não tinha sede de Alvarinho… mas sim daquelas músicas que sabia de cor e salteado.

 

Vontade feita. Temperatura disparou com o P’ra Ti Maria.

 

 

Veja o vídeo:

 

 

Mas os Xutos estavam imparáveis. Se do público saiam agora palpites sobre músicas que não iriam ser tocadas, o engano foi total. 

 

A banda mostrava-se rendida à multidão que crescera mesmo muito em relação às duas últimas vezes que estiveram por Monção.

 

A última vez tinha sido em 2009, na Praça Deu la Deu… e a primeira em 1998, no anfiteatro natural do Souto.

 

Monção pedia… Monção teve. Eis A Minha Casinha.

 

 

Veja o vídeo:

 

 

 

Já nos encores, a banda dava provas de estar totalmente conquistada pelo público. A setlist estava tão luxuosa que o final parecia ter chegado. Só que não.

 

Os fãs ainda queriam mais uma… aquela música tão especial… O Homem do Leme.

 

E os Xutos, que não queriam mesmo ir embora, incrivelmente voltaram.

 

Kalu, baterista, envergou uma camisola do Desportivo de Monção. E foi a loucura. Longo aplauso no público.

 

Kalu com a camisola do Desportivo de Monção

[Fotografia: Rádio Vale do Minho]

 

 

Com o Homem do Leme, a banda fechou um concerto qualificado por muitos fãs como “um dos melhores” da banda não só nesta digressão como nos últimos anos.

 

 

Veja a nossa galeria de fotos:

 

 

 

 

Barbosa: “Foi a melhor Feira do Alvarinho de sempre”

No final do espetáculo, o Presidente da Câmara Municipal de Monção não teve dúvidas no balanço inicial a fazer do evento.

 

“Foi a melhor Feira do Alvarinho de sempre!”, exclamou Barbosa à Rádio Vale do Minho.

 

O autarca não poupou elogios àquela que é a maior banda portuguesa que tocou quase duas horas em Monção. “Foi um alinhamento excecional, o que mostra que os Xutos não queriam mesmo sair do palco!”, referiu Barbosa com um sorriso.

 

“Ainda nem acabou e já todos temos saudades da Feira do Alvarinho”, concluiu.

 

A Feira do Alvarinho de Monção começou na passada sexta-feira. Terminou este domingo com o ponto alto do evento, que foi o concerto dos Xutos&Pontapés.

 

Os números totais ainda não são conhecidos, mas terão passado pelo certame, durante os três dias, largos milhares de pessoas.

 

 

 

[Fotografias capa: Rádio Vale do Minho]

Últimas