Menu

+

1

0

Monção

Monção: Eis a nova sede da Confraria do Vinho Verde Tinto [FOTOS]

27 Maio, 2023 - 15:18

2621

1

Na Casa do Povo de Tangil.

Foi inaugurada esta sexta-feira, na freguesia de Tangil, Monção, a nova sede da Real Confraria do Vinho Verde Tinto (RCVVT).

 

Batizado como o nome Alma d’um Povo, o espaço esta localizado na Casa do Povo daquela freguesia. Profundas obras de remodelação deram origem a uma sede composta por área museológica, uma sala para eventos e uma outra área para restauração e provas vínicas.

 

Um investimento a rondar os 50 mil euros mas que, sublinhou o Presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, mostram que “a nossa sub-região é muito mais do que Alvarinho”.

 

“Ao contrário do que nos diziam há 15 ou 20 anos, os Municípios de Monção e Melgaço já perceberam que a agricultura tem futuro”, disse o autarca.

 

Barbosa chamou então a atenção para as paredes do espaço, decoradas com fotografias de outros tempos. Gentes da lavoura que levavam a vida no cultivo das castas tintas.

 

Acredita o autarca que, dentro de poucos anos, os tintos poderão ser olhados da mesma forma que hoje são olhados os brancos da sub-região Monção&Melgaço.

 

“Espero que este seja um espaço aberto e que possamos, daqui a uns anos, concluir que demos aqui mais um passo importante na questão dos vinhos tintos e da valorização do território. Este é um espaço dos vinhos tintos, que está em Tangil, mas que é do território Monção&Melgaço”, concluiu.

 

 

 

Manoel Batista: “Esta confraria assumiu como muito poucas a missão de agarrar um produto”

Também presente nesta inauguração, o Presidente da Câmara de Melgaço mostrou-se muito satisfeito com a nova sede da RCVVT.

 

“A Confraria do Vinho Tinto está de parabéns por ter sido capaz de alavancar este projeto. É muito importante que uma confraria seja capaz de perceber que é mais do que um elemento folclórico do território. Tenho de reconhecer que esta confraria assumiu como muito poucas outras essa missão de agarrar um produto, dá-lo a conhecer e incentivar os atores do território à produção”, disse Manoel Batista.

 

Para o autarca melgacense, “a sub-região Monção&Melgaço tem sido capaz de se alavancar com branco de elevadíssima qualidade e tem claramente condições para agarrar nas castas autóctones e projetar grandes vinhos tintos”.

 

Batista não tem dúvidas de que “estamos no bom caminho” com “este espaço de partilha de saber e de sabor do vinho tinto”.

 

 

 

Veja a galeria de fotos [Rádio Vale do Minho]

 

 

 

Confraria: “Ainda há muito trabalho pela frente”

No seu discurso, o Grão-Mestre da RCVVT, Xavier Ferreira, recordou que “este era um sonho antigo da Confraria, onde o vinho tinto pudesse continuar durante o ano [para além da Feira]”. 

 

“A obra está feita, mas ainda há muito trabalho pela frente. Este é um espaço que irá estar sempre aberto e quem pretender fazer, por exemplo, um almoço com provas de vinhos… o espaço está aqui”, assegurou o Grão-Mestre.

 

“Esta é para nós uma obra muito importante. Deu-nos imenso gozo fazer”, confessou Xavier Ferreira, agradecendo o apoio dado pelo Município de Monção, pela Junta de Freguesia de Tangil e pelos Baldios de Tangil.

 

Esta cerimónia, recorde-se, antecedeu a abertura de mais uma edição da Feira do Vinho Tinto de Tangil, que arrancou esta sexta-feira e vai prolongar-se até este domingo.

 

 

[Fotografias capa: Rádio Vale do Minho]

Tópicos:

#Vinho Verde Tinto

Últimas