PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Monção

Monção: Camélias já deslumbram no Convento dos Capuchos – Veja as FOTOS

1 Abril, 2023 - 16:15

2735

0

Monção em Flor de Camélia.

A beleza e o esplendor das camélias está de volta ao Convento dos Capuchos, em Monção. Quatro anos depois, a mostra Monção em Flor de Camélia está de volta ao espaço que teve de deixar devido às restrições pandémicas.

 

Em 2020, esta exposição anual não aconteceu. Em 2021 e no ano passado realizou-se ao ar livre, na Praça da República, naquele concelho.

 

Mas este ano está de volta à total normalidade para alegria das já várias dezenas que passaram pelo espaço durante a tarde deste sábado.

 

Várias individualidades presentes, numa cerimónia de abertura que foi abrilhantada pela Tuna da Universidade Sénior de Monção.

 

“O Município manteve sempre a intenção de trazer esta mostra a este espaço logo que possível. E assim foi. Voltou em grande força, com muitas representações não só portuguesas como também galegas”, disse à Rádio Vale do Minho o Vice-Presidente da Câmara, João Oliveira.

 

Para o autarca monçanense, esta “forte componente luso-galaica” é um dos segredos do sucesso desta iniciativa.

 

“Ao longo do ano, marcamos também presença nas diferentes festas da camélia que acontecem na raia. Depois há também esta retribuição por parte dos nossos irmãos galegos. O resultado é fabuloso, muito graças à Associação Os Teimosos que tem impulsionado esta atividade. Quando trabalhamos todos com o mesmo objetivo, o resultado é maravilhoso”, destacou.

 

 

Veja a galeria de fotos [Rádio Vale do Minho]

 

 

 

A iniciativa, à semelhança dos anos anteriores, está a cargo da Associação Os Teimosos.

 

Aos microfones da Rádio Vale do Minho, Sónia Machado, desta associação, mostrou-se desde logo muito satisfeita com a adesão.

 

“Estou muito satisfeita. Muito mesmo! Este espaço, por si só, já é lindíssimo e as camélias ainda lhe dão mais brilho”, disse a responsável visivelmente orgulhosa com o crescimento desta iniciativa, cuja primeira edição remonta a 2016.

 

“Algumas associações que até agora não participavam, aderiram este ano”, revelou ainda manifestando o desejo de incutir no maior número de pessoas possível “este bichinho que nós temos”.

 

Organizada pela Associação Os Teimosos em colaboração com o Município de Monção, esta mostra pode ser visitada até este domingo.

 

 

Há mais de três mil tipos de camélias

Todas as espécies de Camellia são designadas, na China, pela palavra mandarim “chá” (茶), complementada por algum termo que, geralmente, caracteriza seu habitat ou suas peculiaridades morfológicas.

 

Algumas espécies, como C. japonicaC. sasanquaC. reticulata, e C. chrysantha, são cultivadas por suas belas e grandes flores, folhagem densa, escura e lustrosa, e porte baixo. Estas e outras espécies são intercruzadas para a obtenção de híbridos que reúnem suas melhores qualidades.

 

Japão, China e Coreias (Norte e Sul) são os países tradicionalmente líderes na produção de camélias e na obtenção de novas variedades. Curiosamente, a Itália, desde o séc. XIX, afronta estes países na produção de variedades comerciais, sendo um dos líderes na sua produção no ocidente.

 

Ao todo, existem mais de 3 mil tipos diferentes de camélias somente entre as obtidas da espécie Camellia japonica, que somam-se a um número total mais alto, com estimativas entre 5 mil e 8 mil variedades.

 

 

A flor das famílias brasonadas

Em tempos, o papel da camélia era de tal maneira relevante que era comum ser presenteada entre as famílias brasonadas.

 

Ainda hoje podemos admirar magníficas camélias seculares em praticamente todas as casas senhoriais que são verdadeiros testemunhos vivos de uma época gloriosa e de grande expansão.

 

Bela entre as belas, a camélia é um prodígio da perfeição floral, motivo pela qual a tão prestigiada marca Chanel, elegeu a camélia como a flor da marca. Coco Chanel perdeu-se de amores por esta flor, desde o dia em que lhe foi oferecida pelo seu namorado.

 

 

Camélia representada no logótipo da Chanel

[Fotografia: DR]

 

 

[Fotografias capa: Rádio Vale do Minho]

Tópicos:

#Camélias

Últimas