PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Melgaço

Ministro do Ambiente vem a Melgaço – Linha de Alta Tensão vai estar em cima da mesa

9 Maio, 2023 - 16:41

921

0

Reunião vai realizar-se no Hotel Castrum Villae.

Realiza-se esta quarta-feira, em Melgaço, uma reunião de trabalho promovida pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática, em conjunto com a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), para discutir estratégias nacionais para a energia, resíduos, água e economia circular.

 

O encontro terá início às 17h00, no Hotel Castrum Villae.

 

Contará com a presença dos presidentes dos municípios do Alto Minho; do ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro; do secretário de Estado do Ambiente, Hugo Pires; do administrador do Grupo Águas de Portugal, Pedro Vaz; do presidente das Águas do Alto Minho, Fernando Coutinho Vasconcelos; do presidente das Águas do Norte, José Luis Vale, do administrador-delegado da RESULIMA e ValorMinho, Miguel Ferreira; da vice-presidente da CCDRN, Célia Ramos; e do representante da AG do Norte 2030.

 

A reunião contará também com a participação online da secretária de Estado da Energia e Clima, Ana Fontoura Gouveia, e de representantes da APA (Agência Portuguesa do Ambiente) e da REN – Redes Energéticas Nacionais.

 

A agenda da reunião prevê a discussão de diversos pontos, como a Rede Nacional de Transporte de Eletricidade, incluindo a Linha Ponte de Lima – Fontefria e o troço português a 400Kv; o Plano de Ação para a Economia Circular, em particular financiamentos e usos racional e eficiente dos recursos; o Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU 2030), metas e desafios intermunicipais e locais; e o Ciclo Urbano da Água.

 

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, irá apresentar as oportunidades de financiamento disponíveis através do Fundo Ambiental.

 

O evento é considerado “de extrema importância para a região do Alto Minho”, na medida em que, entre outros assuntos, serão apresentadas estratégias para a gestão eficiente dos recursos hídricos e para a implementação de medidas preventivas que possam minimizar os impactos da seca, e abordadas as possibilidades de cooperação interinstitucional.

 

O debate sobre esse tema é fundamental para garantir a segurança hídrica da região e para promover o desenvolvimento sustentável no contexto das mudanças climáticas.

 

 

[Fotografia: DR]

Tópicos:

#Reunião

Últimas