PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

0

0

Destaques
Melgaço
Ponte da Barca

Melgaço/P. Barca: Já ouviu falar no ‘Muro da Rosa’? Esta é a Rosa!

15 Agosto, 2021 - 19:20

91

0

PUB É uma subida de enorme dificuldade. Grande inclinação traduzindo-se num verdadeiro desafio até para os ciclistas profissionais mais bem preparados. Chama-se Muro da Rosa. Fica na freguesia de São […]

PUB

É uma subida de enorme dificuldade. Grande inclinação traduzindo-se num verdadeiro desafio até para os ciclistas profissionais mais bem preparados. Chama-se Muro da Rosa. Fica na freguesia de São Paio, em Melgaço. Este nome surgiu e começou a ganhar eco a partir de 2019 na edição desse ano do Monção/Melgaço Granfondo.

As imagens desta subida chegaram além-fronteiras. Lá por fora, o nome de Muro da Rosa fez-se ouvir e, soube a Rádio Vale do Minho, foram muitos os que questionaram o nome dado à subida. O senso comum dos vários curiosos levou à imagem de uma ou várias rosas miraculosamente nascidas entre os muros que vão ladeando a subida. Só que não.

Essa Rosa existe e não é uma flor. É uma mulher. Chama-se Rosa Marques. É professora e completou este sábado 50 primaveras. Há uns oito anos foi conquistada pelo ciclismo… e foi amor à primeira vista. Começou pelo BTT e não tardou até passar para a estrada. Ela e todos à volta dela perceberam rapidamente o talento enorme que estava a revelar-se.

Na sua categoria, evidentemente, Rosa Marques começou a alcançar prémios e recordes em várias competições. Cortar metas passou ser a especialidade daquela que é agora uma autêntica aglutinadora de asfalto e uma ameaça a quem ousa competir com ela.

 

 

A origem do nome

 

 

Em 2019, a direção do Monção&Melgaço Granfondo soube da existência daquela subida de grau elevado de dificuldade. Ficava em Melgaço, na freguesia de São Paio… e mais precisamente no lugar de Cavaleiro Alvo. E esta é… a terra de Rosa Marques. A subida, que é um autêntico muro, passou a ser conhecida na organização pelo Muro da Rosa. Assim todos sabiam do que falavam. E o nome ficaria… para sempre.

Este sábado, na presença de dezenas de pessoas, foi descerrada uma placa a confirmar o batismo da mítica subida com o nome da atleta da ATPLINE – União Ciclista de Ponte da Barca. Uma iniciativa da União Ciclista de Ponte da Barca e com o apoio da Junta de Freguesia de S. Paio, mas que mereceu o aplauso de ambos os Municípios que se fizeram representar pelos respetivos presidentes da Câmara e vereadores.

“O desporto tem sido uma aposta muito grande por parte do Município de Melgaço. O ciclismo tem sido uma das áreas que mais temos privilegiado”, recordou o presidente da Câmara de Melgaço. “Consagrar este espaço é também consagrar este território ao ciclismo. Teremos agora de fazer um conjunto de outras ações ligadas a outras rampas que temos aqui no concelho”, disse Manoel Batista, visivelmente orgulhoso e que aproveitou para felicitar uma vez mais Rosa Marques pelos feitos já conquistados.

Por sua vez, o presidente da Câmara de Ponte da Barca, Augusto Marinho, lembrou que o seu concelho “tem desenvolvido um trabalho muito meritório numa nova modalidade em que os barquenses estão a apostar” – o ciclismo. “Através destas e de outras modalidades estamos a promover a nossa terra”.

Também muito orgulhoso, o autarca barquense felicitou a atleta, desejando-lhe as maiores felicidades.

 

 

Veja a nossa galeria de fotos

 

 

Rosa desafia mulheres a praticar desporto

 

 

Por fim… Rosa Marques. Entre um misto de alegria e emoção, a atleta não poupou nos agradecimentos. Congratulou-se com a aposta que ambos os Municípios têm feito no ciclismo. Mas, acima de tudo, deixou um desafio às mulheres.

“Mesmo que não seja o ciclismo, que pratiquem outra modalidade desportiva! Faz bem não só ao corpo mas também ao espírito”, assegurou. “Sou professora e chego a pontos de relativa saturação… e o ciclismo ajuda-me a suportar as adversidades da vida”, contou.

“Estou muito feliz. Quero fazer crescer esta equipa! Sempre”, finalizou a altleta brindada com uma calorosa salva de palmas.

Entre outros títulos, Rosa Marques conta já, na sua categoria, com os de Campeã Ibérica de Contra-relógio em 2020; Vencedora da Rampa da Srª da Graça 2020; Vice-Campeã Nacional de Fundo 2021; Vice-Campeã da Taça de Portugal 2021; Vencedora da Volta às Beiras 2021; Vencedora da Copa de España 2021.

Rosa Marques segue agora para Sarajevo onde vai disputar o Campeonato do Mundo da modalidade.

 

PUB

 

 

 

Últimas