PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Melgaço

Melgaço: Festa do Alvarinho regressou em força – “Até parece mentira!” [FOTOS]

23 Abril, 2022 - 01:36

6717

0

Festa do Alvarinho e do Fumeiro.

Gente. Muita gente. Brindes… e tantos sorrisos. “Que saudades já tinha disto!”, ouvia-se várias vezes entre a imensa multidão que preencheu a tenda na primeira noite do regresso da Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço.

 

Visivelmente satisfeito, o presidente da Câmara, Manoel Batista, contemplava o povo. Quase todos com o sorriso à vista, já sem a máscara, e com o inevitável copo na mão.

 

“É uma moldura humana extraordinária. Estamos perfeitamente alinhados com o último ano antes da pandemia”, disse Manoel Batista à Rádio Vale do Minho. “Muita gente não só de Melgaço, mas também emigrantes e muitos galegos”, apontou.

 

“Já havia muitas saudades”, confessou ainda Batista. “É uma alegria enorme ter toda esta gente em Melgaço nesta festa”.

 

 

“É uma grande alegria!”

De stand em stand, os produtores mostravam-se também visivelmente felizes. Em noite chuvosa [“abençoada”, diziam alguns], as vendas pareciam contar pouco perante a tamanha alegria do regresso de um evento que deixou tanta saudade. Tudo parece ser agora melhor do que os dois últimos anos.

 

“É uma grande alegria! Acho até que S. Pedro mandou uma chuvinha para abençoar e tirarmos as máscaras. Até parece mentira!”, confessou Anabela Sousa, da produtora Terras de Real, de Melgaço.

 

“Foram dois anos que custaram muito. Tivemos de reinventar-nos e foram bastante complicados. Esta festa já estava a fazer muita falta, não só pelas vendas mas também pelo convívio e pela promoção da sub-região”, acrescentou.

 

 

O caloiro da Festa

Mais à frente, encontramos o stand de um estreante na Festa do Alvarinho: a Quinta do Hospital, de Monção. É propriedade da Falua na sub-região de Monção & Melgaço e tem à prova o Barão do Hospital Alvarinho 2020, vinho lançado no ano passado.

 

Este néctar vem recuperar a história e as origens da nacionalidade portuguesa.

 

“Está a correr muito bem e a adesão está a ser muito boa. Todos dizem que este vinho é muito bom”, disse à Rádio Vale do Minho Rodrigo Cunha, do Departamento Comercial da Falua.

 

Numa área total de 25 hectares, dos quais 10 são exclusivamente dedicados à produção da casta Alvarinho, a Quinta do Hospital localiza-se no Vale do Minho.

 

Uma propriedade totalmente murada com uma casa senhorial – o Solar do Hospital -, com fachada brasonada do século XVI, testemunha o legado que remonta ao século XII, período da História em que D. Teresa terá doado as terras à Ordem Hospitalária de São João de Jerusalém ou Ordem do Hospital, para que os Hospitalários se instalassem no Condado Portucalense.

 

 

 

Veja a nossa galeria de fotos:

 

 

 

Festa do Alvarinho prossegue este sábado

A Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço continua até domingo. No total, são 27 produtores de alvarinho, 15 de queijos, fumeiro e produtos locais, quatro tasquinhas e nove instituições e empresas, de diferentes ramos, que vão dar a conhecer o potencial da região num certame que atrai milhares de visitantes de vários pontos do país, mas também da vizinha Galiza e ainda melgacenses emigrantes.

 

Dos vinhos alvarinho, ao fumeiro e ao artesanato, passando pelo turismo e pela gastronomia, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço reúne as características populares que estiveram na sua origem e a evolução natural assinalada ao longo destes 27 anos.

 

Durante os três dias do evento será possível assistir a showcookings: três chefes, os estrela Michelin Arnaldo Azevedo e Vitor Matos, e ainda a chefe Cristina Manso Preto, apresentarão propostas gastronómicas com produtos autóctones melgacenses e, claro, harmonizados com alvarinho da sub-região de Monção e Melgaço.

 

Haverá também oportunidade de assistir a três provas comentadas de vinhos, pelo sommelier Manuel Moreira, da Revista de Vinhos, que se debruçará nas temáticas: “Todas as ocasiões são boas para espumantes de alvarinho”, “Alvarinho à prova do tempo” e “Os segredos da prova de vinhos”.

 

O recinto da Festa conta com um total de 55 expositores e uma zona de degustações com capacidade para cerca de 400 pessoas sentadas. Os visitantes poderão adquirir o kit de prova (copo e porta-copo) no stand da organização do evento.

 

 

 

Confira o programa da Festa do Alvarinho 2022

 

 

Sábado, 23 abril

10h00 – Abertura da Exposição/Venda dos Produtos Locais e das Tasquinhas Degustação de pratos típicos no Espaço Restauração

16h00 – Showcooking & Harmonização: chefe Arnaldo Azevedo (*Michelin, Vila Foz, Porto) | Vitela cachena , cremoso de batata com queijo de cabra e cogumelos

17h00 – Atuação da Escola de Concertinas de Melgaço

19h00 – Conversas Sobre Alvarinho: “Alvarinhos à prova do tempo”, Manuel Moreira (Revista de Vinhos) Degustação de pratos típicos no Espaço Restauração

22h30 – Música ao Vivo por Grupo AF

 

Domingo, 24 abril

10h00 – Abertura da Exposição/Venda dos Produtos Locais e das Tasquinhas Degustação de pratos típicos nas tasquinhas (recinto da Festa)

 

15h00 – Música ao Vivo por:

  • Minhotos Marotos
  • Grupo Folclórico de Pinheiros (Monção)
  • Grupo Dançares Castrejos
  • Grupo Etnográfico da Casa do Povo de Melgaço

16h00 – Showcooking & Harmonização: chefe Cristina Manso Preto (“Praça da Alegria”, RTP) | “Merenda de Fumeiro”

17h30 – Conversas Sobre Alvarinho: “Os segredos da Prova de Vinhos”, Manuel Moreira (Revista de Vinhos)

21h00 – Encerramento

Últimas