PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

0

0

Melgaço

Melgaço: Batista tomou posse e foi claro – “Vamos elevar a fasquia” [FOTOS]

9 Outubro, 2021 - 14:42

1251

0

“Vamos elevar a fasquia e ambicionar ainda mais”. A garantia foi deixada este sábado pelo presidente da Câmara de Melgaço, Manoel Batista, durante a cerimónia de instalação e tomada de […]

“Vamos elevar a fasquia e ambicionar ainda mais”. A garantia foi deixada este sábado pelo presidente da Câmara de Melgaço, Manoel Batista, durante a cerimónia de instalação e tomada de posse dos novos órgãos autárquicos após as eleições do passado dia 26 de setembro. O autarca socialista, recorde-se, foi reeleito e segue para um terceiro e último mandato ao leme do Município.

 

Pragmático, Batista traçou as linhas gerais para os próximos quatro anos. Recordou compromissos lembrando que “a gestão de um território não se faz sem pensamento e planeamento estruturado”. 

 

Perante dezenas de pessoas, entre elas os presidentes de Junta de Freguesia eleitos, o presidente da Câmara discursava numa cerimónia provavelmente inédita pelo facto de ter sido realizada no exterior – no largo Hermenegildo Solheiro, em frente ao edifício da Câmara Municipal.

 

“A cada ciclo de quatro anos estabelecemos prioridades e objetivos. De 2013 a 2017, foi clara a prioridade de estabelecer rigor na gestão com contas claras que são o pressuposto para que a governação e as opções estruturantes possam ser concretizadas”, lembrou.

 

Sobre os últimos quatro anos, Manoel Batista foi claro. “Não vou deixar que o segundo mandato seja lembrado pela COVID-19. Todos perdemos muito. Perdemos amigos, familiares, trabalho… mas renascemos mais fortes”.

 

“Fomos audazes e ousamos novas soluções. Trabalhamos todos em equipa, independentemente do quadrante político. Apoiamos e estivemos sempre ao lado dos melgacenses”. Porém, referiu, nem a pandemia travou o desenvolvimento do concelho.

 

Exemplificou, entre outros aspetos, a aposta feita na gestão das redes de água e de saneamento; a reestruturação dos serviços municipais; o investimento na educação e na rede viária; o investimento feito no turismo e nas telecomunicações agora com cinco torres de comunicação móvel e na extensão da fibra ótica a quase todo o território.

 

“Estamos, por isso, confortáveis nas concretizações. Mas não estamos conformados”, frisou.

 

 

 

Veja a galeria de fotos [Rádio Vale do Minho]

 

 

 

O que vai acontecer até 2025?

“Melgaço exige muito mais”, considera Batista, falando de uma “ambição enorme”. Assim, o presidente da Câmara reeleito recordou os compromissos socialistas deixados em campanha eleitoral e que agora se converteram em objetivos para o Executivo Municipal.

 

Uma das maiores apostas vai para a área da cultura “com a renovação da Casa da Cultura através de um novo edifício para albergar o nosso Arquivo Municipal e o Centro Documental Jean Loup Passek”. O Solar do Alvarinho vai também ser requalificado.

 

Haverá também “forte aposta” na área industrial. Avançar para nova fase na Zona Empresarial de Alvaredo está nos planos do atual Executivo. Incontornavelmente, o investimento no Turismo é também outra das grandes prioridades. Construir uma ecovia e captar mais investimento privado são metas a atingir.

 

Elevado investimento também no setor da habitação no sentido de “captar gente nova para o nosso território”.  No desporto, está também prevista a requalificação das Piscinas Municipais e a “criação de novos equipamentos e valências no Centro de Estágios”.

 

Em jeito de conclusão, Batista acentuou que “serão quatro anos de uma nova e enorme entrega”. “Quatro anos em que contarei com todos”, finalizou.

 

Nas eleições autárquicas do passado dia 26 de setembro, o PS de Manoel Batista venceu a corrida à Câmara Municipal com 54,23% dos votos. Encaixou 4 elementos no Executivo Municipal. O PSD, de José Passos Rodrigo, alcançou 36,31% dos votos e elegeu 3 vereadores. A CDU, liderada por Horácio Lima, ficou-se pelos 2,61% não tendo conseguido eleger qualquer vereador.

 

A taxa de abstenção neste concelho foi de 59%.

 

 

[Fotografias: Rádio Vale do Minho]

Últimas