PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Autárquicas

Jorge Mendes: «Temos obrigação de continuar o nosso trabalho»

9 Março, 2017 - 03:25

95

0

Autarca do PSD garante que uma das metas primordiais será aumentar ainda mais a população do concelho.

“Temos a obrigação de continuar o nosso trabalho e colocar Valença na primeira linha do desenvolvimento e do progresso”. Em tom pragmático, foi desta forma que o atual presidente da Câmara de Valença apresentou a razão que o levou a recandidatar-se à Câmara de Valença, novamente pelo PSD, nas próximas eleições autárquicas.
Foi no passado dia 25 de fevereiro que Valença e toda a região recebeu a notícia de que Jorge Mendes voltará a ser o candidato pelo PSD à Câmara de Valença. Uma notícia dada em primeira mão pela Rádio Vale do Minho, mas que muitos munícipes e militantes das várias forças políticas acolheram como previsível. “Temos uma equipa que traçou um conjunto de objetivos que têm vindo a ser alcançados. O trabalho está feito, mas há sempre coisas importantes a fazer até porque o mundo está em constante mudança”, continuou Jorge Mendes aos microfones da Rádio Vale do Minho.

Aumentar população do concelho

O programa eleitoral do PSD para as próximas autárquicas ainda está longe de ficar pronto mas Jorge Mendes garante que uma das metas fundamentais será o aumento da população no concelho. Até porque, sublinha, “é o que felizmente está a acontecer mas temos de reforçar ainda mais”. “Criámos um conjunto de mecanismos ao longo dos últimos anos que vão desde benefícios fiscais para residentes, para investimentos, condições para acolher novas empresas e os resultados estão à vista. Hoje temos dois parques industriais que estão fluorescentes, com grande procura de trabalhadores”, disse.
Recorde-se que, durante a Grande Entrevista dada à Rádio Vale do Minho em novembro do ano passado, o presidente da Câmara manifestou o desejo de atingir os 15 mil habitantes dentro de quatro anos. Entre todos os concelhos do distrito de Viana do Castelo, Valença está entre os que têm vindo a perder menos população. Jorge Mendes apontou três fatores para que isso tenha acontecido. “Um deles foi preparar o terreno para captar investimento estrangeiro, e fizemos isso há alguns anos. Em tempos de dificuldades, adquirimos mais terrenos, urbanizámos esses terrenos e hoje em dia as fábricas estão aí. Outro fator foi o Ensino Superior, e todo o apoio que os meus antecessores e nós temos dado à Escola Superior de Ciências Empresariais de Valença tem o objetivo claro de trazer e fixar gente. Depois, há outro fator que é uma política fiscal amiga do residente”, explicou o autarca social-democrata. Em 2011, de acordo com os dados do INE, Valença contava com 14127 habitantes.
O atual presidente de Câmara volta assim a liderar o PSD na corrida àquele órgão autárquico. Em 2013, Jorge Mendes venceu com 58,3% dos votos. A segunda força mais votada foi o PS, com 33,7% dos votos. A CDU não foi além dos 4% em Valença. A taxa de abstenção foi de 39,4%.

Últimas