PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

País

Faz hoje 26 anos que começou a EXPO’ 98 – Veja estes VÍDEOS e FOTOS

22 Maio, 2024 - 01:05

251

0

Passaram por lá 11 milhões de visitantes.

Foi no dia 22 de maio de 1998 que abriu oficialmente portas, em Lisboa, a EXPO’ 98.

 

Subordinada ao tema Os Oceanos – Um Património para o Futuro, esta exposição mundial prolongou-se até 30 de setembro desse ano.

 

Celebrou os 500 anos dos Descobrimentos Portugueses. 

 

 

 

[Fotografia: Arquivo/Evasões]

 

 

 

 

 

 

Aconteceu no limite oriental da cidade junto ao rio Tejo. Foram construídos diversos pavilhões, alguns dos quais ainda permanecem ao serviço dos habitantes e visitantes, integrados no agora designado Parque das Nações.

 

Desse ano permanecem em atividade o Oceanário, o Altice Arena e a Gare do Oriente.

 

Pelo evento passaram cerca de 11 milhões de visitantes. 

 

 

[Fotografia: Arquivo/jornal Contacto]

 

 

 

 

 

 

Arquitetonicamente, a EXPO’ 98 revolucionou esta parte da cidade e influenciou as estratégias de requalificação urbana do panorama português – pode dizer-se que o Parque das Nações é um exemplo de requalificação bem-sucedida dum espaço urbano.

 

Os bilhetes podiam ser de um dia (custavam 5.000$00), três dias (12.500$00) ou então diários (mas só para parte da noite e custavam 2.500$00).

 

 

 

[Fotografia: Adriano Miranda/jornal Público]

 

 

 

Existia também um passe livre com acesso ilimitado à exposição durante três meses (50.000$00).

 

A Swatch lançou alguns meses antes da exposição o modelo Adamastor, que continha um chip carregado com um bilhete de um dia. Para entrar, bastava encostar o relógio ao sensor presente em todos os molinetes de entrada.

 

 

 

[Fotografia: DR]

 

 

O tema musical da exposição foi composto em 1996 por Nuno Rebelo. A peça, de seu nome “Pangea” (o nome do super-continente pré-histórico de onde derivaram os continentes actuais), partia de uma base sinfónica de cariz épico.

 

 

 

 

 

 

A mascote foi concebida pelo pintor António Modesto e pelo escultor Artur Moreira. Foi selecionada entre 309 propostas e batizada de Gil (em homenagem a Gil Eanes) por José Luís Coelho, um estudante do ciclo, num concurso que envolveu escolas de todo o país.

 

 

 

[Fotografia: Arquivo/DR]

 

 

De 1 a 15 de Outubro de 1998, o recinto esteve fechado ao público.

 

Reabriu, já como Parque das Nações, recebendo nesse primeiro fim-de-semana mais de 100 mil visitantes.

 

 

[Fotografia: Arquivo/DR]

Últimas