Menu

+

0

0

Destaques
Mundo

Europa: Esta bandeira faz parte das nossas vidas há 34 anos – Sabe o significado dela?

26 Maio, 2020 - 09:58

2686

0

PUB Foi no dia 26 de maio de 1986 que a então chamada Comunidade Económica Europeia (CEE) adotou uma bandeira que hoje faz parte da vida de todos nós. Doze […]

PUB

Foi no dia 26 de maio de 1986 que a então chamada Comunidade Económica Europeia (CEE) adotou uma bandeira que hoje faz parte da vida de todos nós. Doze estrelas amarelas/douradas com um fundo azul. Mas quem a criou? 

Foi elaborada por Arsène Heitz e Paul Michel Gabriel Lévy e já vinha sendo utilizada desde a década de 50. No momento em que foi adotada pela CEE, muitos associaram as 12 estrelas aos países constituintes. Mas não.

A história da bandeira europeia remonta a 1955, quando o Conselho da Europa, uma organização que defende os direitos humanos e promove a cultura europeia, escolheu este símbolo para a sua própria utilização. Nos anos seguintes, o Conselho da Europa incentivou as instituições europeias emergentes a adotarem a mesma bandeira.

Em 1983, o Parlamento Europeu decidiu que a bandeira das Comunidades devia ser a que era usada pelo Conselho da Europa. Em 1985, foi adotada por todos os dirigentes da UE como o emblema oficial das Comunidades Europeias, que viriam a dar origem à União Europeia. Atualmente, todas as instituições europeias têm também o seu próprio símbolo.

E não, voltamos a repetir. As estrelas não têm nada que ver com os países da União Europeia, até porque são neste momento 28. 

 

12 estrelas

 

A versão oficial, do Conselho da Europa, diz que as 12 estrelas são um símbolo historicamente associado à perfeição: são 12 os meses do ano, 12 as horas do relógio, 12 os signos do zodíaco; eram 12 os deuses do Olimpo gregos, 12 os apóstolos de Jesus Cristo, 12 as tábuas de Roma.

O francês Arsène Heitz, responsável pela criação da bandeira, referiu que a inspiração veio de representações da coroa da Virgem Imaculada da Medalha Milagrosa, símbolo religioso católico que apresenta 12 estrelas. Mas o Conselho da Europa preferiu uma versão menos religiosa.

A forma de disposição das estrelas representada por um círculo adota o significado de unidade, sem começo, meio ou fim, colocando assim, todos os países que fazem parte de União Europeia em patamar de igualdade.

Já em relação ao azul, vem como forma de simbolizar os ideais de unidade, que estão baseados na solidariedade e harmonia entre os povos da Europa.

 

[Fotografia: Arquivo / DR]

 

PUB

Últimas