PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Vila Nova de Cerveira

Cerveira avança com a candidatura para a reabilitação do Bairro Social da Mata Velha

7 Novembro, 2023 - 10:27

403

0

Habitação.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai avançar com a candidatura para a reabilitação do Bairro Social da Mata Velha, propriedade municipal, beneficiando 53 agregados familiares, num investimento a rondar os 5,5 milhões de euros.

 

Esta intervenção é uma das soluções habitacionais consideradas prioritárias no aditamento ao Acordo de Colaboração para a Estratégia Local de Habitação de Cerveira, no âmbito do 1º Direito, assinado, esta segunda-feira, entre o Município cerveirense e o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), com homologação do Ministério da Habitação.

 

Complementarmente a este programa, a política municipal em torno da habitação visa ainda potenciar o arrendamento acessível para jovens, tendo como ponto de partida a reconversão do edifício da antiga Pousada da Juventude.

A segunda versão da Estratégia Local de Habitação foi um dos compromissos assumidos por Rui Teixeira, após a tomada de posse em 2021, manifestando a intenção de implementar um mecanismo “mais ambicioso e mais abrangente”, passando de um investimento inicial a rondar os 300 mil euros para os atuais 6,7 milhões.

 

 

 

[Fotografia: Rádio Vale do Minho]

 

 

Uma das principais alterações ao Acordo de Colaboração para a Estratégia Local de Habitação de Cerveira contempla uma intervenção profunda (exterior e interior) das 53 habitações do Bairro Social da Mata Velha – propriedade da Câmara Municipal – que se encontram em regime de arrendamento, num investimento de cerca de 5,5 milhões.

 

Volvidas mais de duas décadas da sua construção, constata-se que este parque habitacional municipal já não reúne as devidas condições, inscrevendo-se nos critérios de situação de habitação indigna, necessitando de trabalhos de melhoramento no âmbito da eficiência energética e na adaptação e melhoria da acessibilidade dos espaços internos.

A reformulação da Estratégia Local de Habitação de Vila Nova de Cerveira também identificou edifícios e frações devolutos, propriedades de várias entidades, nomeadamente a reabilitação e reconversão para habitação T3 do antigo edifício que funcionou como Jardim de Infância de Campos; a reabilitação de um edifício da propriedade da União de Freguesias de Campos e Vila Meã, a reconverter em duas frações de habitação; e ainda a construção de oito novas habitações a custos controlados, de tipologias T1 e T2, com a devida aquisição de terreno na União de Freguesias de Campos e Vila Meã.

Sob a presença da Ministra da Habitação, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira elogiou, “a coragem” do Governo em implementar “um programa que vai de encontro às necessidades habitacionais do país”.

 

Rui Teixeira mostrou-se satisfeito com o impacto que a revisão do documento vai ter no concelho, colmatando a necessidade habitacional “para os jovens que não conseguem tornar-se independentes, por representar um custo avultado e porque no caso de Vila Nova de Cerveira a oferta habitacional ser escassa ou inexistente; para quem tem baixos rendimentos e consequente dificuldade em alcançar uma habitação condigna; e como ferramenta para conseguir atrair e fixar população no concelho”.

A Ministra da Habitação explicou que a essência do programa 1º Direito assenta nas respostas “às necessidades prementes através da reabilitação e revitalização, sem descurar a construção de novas respostas que também abranjam os jovens e a classe média”.

 

 

 

[Fotografia: Rádio Vale do Minho]

 

 

Marina Gonçalves elogiou a Estratégia Local de Habitação de Vila Nova de Cerveira por “ir mais além do 1º Direito, englobando a reconversão do edificado público que se encontre devoluto, dando-lhe uma nova vida”.

Um desses edifícios já identificado é a antiga Pousada da Juventude, desativada desde 2008, localizada em pleno centro histórico.

 

Procurando uma parceria estratégica com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), o objetivo da Câmara Municipal passa pela reconversão para arrendamento acessível jovem, criando mais uma resposta habitacional para colmatar a grande procura por parte de trabalhadores da Zona Industrial de Vila Nova de Cerveira.

 

 

 

[Fotografia capa: Rádio Vale do Minho]

Últimas