PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Caminha

Caminha: Este lar tem um investimento em curso no valor de 1,6 milhões

15 Julho, 2022 - 11:37

345

0

Obras começaram em maio último e deverão decorrer durante cerca de dois anos.

A Casa de Repouso da Confraria do Bom Jesus dos Mareantes, em Caminha, está a ser alvo de uma profunda intervenção, num investimento de 1,6 milhões de euros, que vai permitir a requalificação e ampliação do equipamento, que tem atualmente 63 utentes.

 

As obras começaram em maio último e deverão decorrer durante cerca de dois anos.  O Presidente da Câmara, Miguel Alves, esteve recentemente na instituição, para acompanhar os trabalhos.

 

“A Câmara Municipal de Caminha tem como marca distintiva o trabalho em conjunto com as diversas instituições que compõem a rede social do concelho. Trabalhamos o projeto do Lar dos Mareantes durante anos, contribuímos para que se pudesse arranjar uma solução de financiamento robusta e capaz de alavancar a obra e continuamos disponíveis para todas as soluções que estão ao nosso alcance”, disse o autarca socialista.

 

Conforme explicou a diretora geral, Cristina Malhão, haverá uma parte nova e os utentes serão transferidos para os novos quartos logo que estejam prontos, libertando outras áreas que também serão intervencionadas.

 

A localização do equipamento, na zona da Muralha de Caminha, obriga a cuidados suplementares, decorrendo trabalhos arqueológicos, de acordo com a lei.

 

Miguel Alves falou elogiou a intervenção, destacando o trabalho de parceria com o Município e, na altura, falou ainda numa perspetiva mais larga.

 

“Caminha afirma-se pela capacidade de atração de investimento em várias áreas, também no apoio a idosos ou cidadãos com mais necessitados de apoio. Neste momento, a expetativa que temos é de que, até ao final do ano, pelo menos seis instituições do concelho possam alavancar um investimento superior a 5 milhões de euros nas áreas das residências para idosos, apoio domiciliário, centro de dia e também apoio à deficiência. É um trabalho invisível, mas absolutamente fundamental que só acontece pela sintonia perfeita entre os objetivos das instituições e do Município”, acentuou.

 

Recorde-se que um passo importante foi dado esta semana (já após a visita ao lar dos mareantes), através programa PARES, que garantiu apoio ao investimento em três equipamentos sociais no concelho de Caminha, no montante de 2,4 milhões de euros.

 

A sessão de assinatura e entrega dos Contratos de Comparticipação Financeira do PARES 3.0. – Programa da Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais decorreu terça-feira, em sessão presidida pela Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

 

O financiamento em causa vem beneficiar precisamente a Casa de Repouso da Confraria do Bom Jesus dos Mareantes, em Caminha, mas também a reestruturação do Centro Bem Estar Social de Seixas (neste momento com 58 utentes) e ainda a implementação de um Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI), em Vila Praia de Âncora, cujo concurso público já foi lançado pela Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM).

 

Há por outro lado, outros investimentos previstos na área social, designadamente no Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora e projetos para as freguesias de Riba de Âncora e Gondar, estando aqui em causa um projeto comunitário que visa apoiar famílias da aldeia.

 

 

[Fotografia: Município Caminha]

Últimas