PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Alto Minho

Batista quer um rio Minho “económica e ambientalmente sustentável”

2 Agosto, 2023 - 09:48

626

0

Ambiente.

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, Manoel Batista, quer criar, em articulação com a Galiza e através de candidaturas a fundos comunitários, um “verdadeiro corredor verde” nas duas margens do rio Minho.

 

“Posicionamo-nos para o próximo quadro comunitário de apoio [2030] com projetos para criar um verdadeiro corredor verde no rio Minho, para cuidar das suas margens ou concluir o circuito de ecovias, criando uma relação maior com o rio e captando turismo, e aumentando a sua sustentabilidade”, disse Manoel Batista, a propósito da conferência Rio Minho – O Corredor Verde Transfronteiriço, que se realizou em Melgaço.

 

O também presidente daquela autarquia do distrito de Viana do Castelo explicou que o evento pretendeu manifestar a “ambição do território em relação ao rio Minho”, visando “o desenvolvimento económico e social, mas também uma estratégia que cuida do rio”.

 

“Queremos tornar o rio Minho económica e ambientalmente sustentável”, resumiu, destacando o trabalho conjunto da CIM do Alto Minho com o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Rio Minho e a deputación de Pontevedra, na Galiza, Espanha.

 

Fronteira natural entre Portugal e Espanha, o rio internacional nasce a uma altitude de 750 metros na serra de Meira, na Comunidade Autónoma da Galiza, e percorre cerca de 340 quilómetros até desaguar no oceano Atlântico, a sul da localidade de A Guarda, na Galiza, e a norte em Caminha, distrito de Viana do Castelo.

 

O AECT Rio Minho foi constituído em 2018 e abrange 26 concelhos: os 10 municípios do distrito de Viana do Castelo que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho e 16 concelhos galegos da província de Pontevedra, com ligação ao rio Minho.

 

 

 

[Fotografia: CIM Alto Minho]

Tópicos:

#Rio Minho

Últimas