PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Assembleia Municipal Extraordinária discute encerramento de urgências

25 Março, 2010 - 14:47

89

0

O possível encerramento do Serviço de Atendimento Permanente (SAP), vulgarmemte chamado de urgências, do Centro de Saúde de Valença vai ser esta tarde discutido, em Assembleia Municipal extraordinária.

O possível encerramento do Serviço de Atendimento Permanente (SAP), vulgarmemte chamado de urgências, do Centro de Saúde de Valença vai ser esta tarde discutido, em Assembleia Municipal extraordinária. A polémica foi reavivada quando, no início deste ano, o período diurno do SAP foi susbstituído por uma consulta aberta, ficando a funcionar apenas as urgências à noite e fins-de-semana. Agora, paira no ar o fantasma de também o período nocturno ser encrrado, a 1 de Abril, o que tem gerado algumas manifestações da população. Perante este possível cenário, os membros da assembleia decidiram abordar a questão juntos.
Depois desta Assembleia Municipal de Valença de carácter extraordinário, Jorge Mendes reune-se, esta sexta-feira à tarde, com a comissão de utentes, a directora do centro de saúde local e responsáveis distritais "para ouvir todas as sugestões de funcionamento do serviço no futuro, estou cá para ver e ouvir". No entanto, o autarca sublinha que não vai deixar fugir este serviço tão importante para a cidade. "O que eu quero é que o SAP funcione a 100%, agora como tem que ser feito internamente, não me compete, mas cabe-me exigir ou requerer que aquilo funcione bem", explica o autarca local.
A luta pela manutenção do serviço de urgências em valença reactivou-se, numa altura em que se fala no encerramento total do SAP. Hoje, pelas 16h30, decorre uma Assembleia Municipal Extraordinária, cujo único ponto na ordem dos trabalhos é o encerramento das urgências. Para esta sexta-feiras, a aprtir das 14h30, nos Paços do Concelho, tem lugar um encontro mais técnico que vai juntar à mesma mesa entidades políticas, clínicos locais e distritais. Fora do edifício, os valencianos garantiram demonstrar o seu descontentamento.

Últimas